Resgate 24 horas em todo território nacional. +55 44 99155-7195

Saiba quais são as 10 drogas mais usadas no Brasil

saiba quais sao as 10 drogas mais usadas no brasil

Quais são as 10 drogas mais usadas no Brasil? Muitas pessoas possuem essa dúvida e querem entender melhor sobre os efeitos causados pelas mesmas. Hoje, vamos conhecê-las melhor, entender sobre os riscos de cada uma e dicas de tratamento.

Leia conosco e saiba, então, quais são as 10 drogas mais usadas no Brasil. Vamos lá!

10 drogas mais usadas no Brasil e seus riscos

1. Álcool

O álcool é a droga mais amplamente utilizada no Brasil, sendo de fácil acesso e socialmente aceita. Seus efeitos variam de acordo com a quantidade consumida, mas o uso excessivo pode levar ao vício e à dependência. 

Os sintomas do vício do álcool incluem a necessidade de consumir quantidades cada vez maiores para obter o mesmo efeito, dificuldade em controlar o consumo, abstinência física quando se tenta parar de beber, e priorizar o álcool em detrimento de atividades cotidianas e relacionamentos.

Além dos problemas de saúde física, como doenças do fígado e do sistema cardiovascular, o uso abusivo de álcool também pode levar a problemas emocionais, sociais e profissionais. É importante buscar ajuda especializada para lidar com a dependência do álcool e encontrar caminhos para uma vida saudável e equilibrada.

2. Energéticos

Os energéticos têm se tornado cada vez mais populares e são considerados a segunda droga mais usada no Brasil, especialmente entre os jovens. Seus efeitos estimulantes, devido à alta concentração de cafeína e outros ingredientes, podem levar ao vício. 

Os sintomas de dependência de energéticos incluem a necessidade de consumi-los regularmente para manter a energia, a dificuldade em reduzir ou parar o consumo, e a sensação de abstinência quando não se consome a bebida. 

Além disso, o uso excessivo de energéticos pode causar efeitos colaterais como insônia, nervosismo, taquicardia, ansiedade e problemas digestivos. É importante estar ciente dos riscos associados ao consumo excessivo de energéticos e buscar hábitos saudáveis de energia e bem-estar.

3. Maconha

A maconha é considerada a terceira droga mais usada no Brasil e possui efeitos psicoativos devido à presença do THC (tetra-hidrocanabinol). Seus efeitos variam de acordo com a quantidade consumida e a forma de uso. 

O uso frequente pode levar ao vício e à dependência, com sintomas como a necessidade de consumir a droga regularmente, dificuldade em controlar o uso e experiência de sintomas de abstinência quando tenta-se parar de usar. 

Além disso, o uso da maconha pode afetar a memória, a coordenação motora, a capacidade de concentração e o desempenho escolar ou profissional. 

A longo prazo, o uso excessivo da droga pode aumentar o risco de problemas respiratórios, comprometer o sistema imunológico e levar a problemas psicológicos, como ansiedade e depressão. 

É importante buscar informações sobre os efeitos e riscos da maconha, assim como apoio e orientação profissional para lidar com qualquer problema relacionado ao uso da droga.

4. Pastilhas de cafeína

As pastilhas de cafeína têm ganhado popularidade e são consideradas a quarta droga mais usada no Brasil. Seus efeitos estimulantes e energizantes têm atraído principalmente os jovens. 

O uso regular pode levar ao vício, com sintomas como a necessidade de consumir as pastilhas regularmente para se manter alerta e a dificuldade em reduzir ou parar o consumo. 

Os efeitos colaterais incluem insônia, ansiedade, palpitações cardíacas e irritabilidade. O consumo excessivo de cafeína também pode levar a problemas de saúde, como distúrbios do sono, desidratação, gastrite e dependência psicológica. 

É importante estar ciente dos riscos associados ao uso abusivo de cafeína e buscar formas saudáveis de obter energia e estimulação, como uma dieta equilibrada, sono adequado e exercícios físicos.

5. Tabaco

O tabaco é considerado a quinta droga mais usada no Brasil, com efeitos devastadores para a saúde. O uso frequente pode levar ao vício e à dependência da nicotina, substância presente nos produtos do tabaco. 

Os sintomas de dependência incluem a necessidade de fumar regularmente, dificuldade em parar de fumar e experimentar sintomas de abstinência quando tenta-se parar. Além dos efeitos nocivos para o sistema respiratório, como doenças pulmonares e câncer, o tabaco também pode afetar o coração, aumentando o risco de doenças cardiovasculares. 

O fumo passivo também representa um perigo para não fumantes. É fundamental buscar ajuda para parar de fumar, seja por meio de programas de apoio, terapia de reposição de nicotina ou medicamentos. Abandonar o tabaco é um passo crucial para preservar a saúde e melhorar a qualidade de vida.

6. LSD

O LSD, também conhecido como ácido, é uma substância psicodélica que tem ganhado popularidade e é considerada a sexta droga mais usada no Brasil. Seus efeitos alucinógenos e sensoriais podem levar ao vício psicológico, embora não haja evidências de que seja uma substância fisicamente viciante. 

Os sintomas de dependência do LSD incluem a busca constante pela experiência da “viagem”, a negligência de responsabilidades e a tolerância aos efeitos da droga, o que leva ao aumento das doses para obter o mesmo efeito. 

O uso do LSD pode causar alterações na percepção, pensamento e emoções, além de efeitos físicos como dilatação das pupilas e aumento da pressão arterial. É importante estar ciente dos riscos associados ao uso de LSD e buscar orientação profissional em caso de problemas relacionados ao consumo dessa substância.

7. Tabaco (Narguilé)

O narguilé, também conhecido como cachimbo d’água, tem se tornado cada vez mais popular e é considerado a sétima droga mais usada no Brasil. Apesar de muitos acreditarem que seja uma forma inofensiva de consumo de tabaco, o narguilé apresenta diversos riscos para a saúde. 

O uso frequente pode levar ao vício e à dependência da nicotina, com sintomas como a necessidade de fumar regularmente, dificuldade em parar e experiência de sintomas de abstinência. 

Além dos efeitos nocivos do tabaco, o narguilé também produz fumaça contendo substâncias tóxicas, como monóxido de carbono e metais pesados, que podem causar danos aos pulmões e aumentar o risco de doenças cardiovasculares. 

É fundamental estar ciente dos riscos do uso do narguilé e buscar alternativas saudáveis de entretenimento e relaxamento.

8. Cocaína

A cocaína é uma droga estimulante altamente viciante e é considerada a oitava droga mais usada no Brasil. Seu uso frequente pode levar ao vício e à dependência química. 

Os sintomas de dependência da cocaína incluem a busca compulsiva pela droga, negligência de responsabilidades pessoais e sociais, e a experiência de sintomas de abstinência quando se tenta parar de usar. 

Além dos riscos associados ao consumo, como danos ao sistema cardiovascular, problemas respiratórios e comprometimento do sistema nervoso central, a cocaína também pode levar a alterações no humor, comportamento e função cognitiva. 

É importante buscar ajuda profissional para lidar com o vício em cocaína e adotar medidas de prevenção para evitar o seu uso.

9. Ecstasy

O ecstasy, também conhecido como MDMA, é uma droga recreativa popular e é considerada a nona droga mais usada no Brasil. Seu uso pode levar ao vício, embora a dependência física seja menos comum. 

Os sintomas de dependência do ecstasy podem incluir a busca constante pela droga, a negligência de obrigações pessoais e sociais, e a experiência de sintomas de abstinência quando a substância não está disponível. 

O ecstasy é conhecido por produzir efeitos estimulantes e alucinógenos, resultando em aumento da energia, sentimentos de empatia e distorção da percepção.

No entanto, o uso excessivo e prolongado do ecstasy pode causar danos sérios à saúde, incluindo problemas cardíacos, alterações de humor, distúrbios do sono e comprometimento cognitivo. 

É fundamental estar ciente dos riscos associados ao uso do ecstasy e buscar orientação profissional em caso de problemas relacionados ao consumo dessa substância.

10. Benzodiazepínicos (calmantes)

Os benzodiazepínicos são uma classe de drogas sedativas e tranquilizantes que são amplamente utilizadas e são consideradas a décima droga mais usada no Brasil. Essas substâncias podem levar ao vício, especialmente quando usadas de forma prolongada e em doses elevadas. 

Os sintomas de dependência dos benzodiazepínicos incluem a necessidade de aumentar a dose para obter o mesmo efeito, dificuldade em interromper o uso e sintomas de abstinência quando a droga não está disponível. 

Além disso, essas drogas podem causar efeitos colaterais indesejados, como sonolência, confusão mental, tontura e dificuldade de coordenação. 

O uso impróprio ou abusivo de benzodiazepínicos pode resultar em problemas de saúde significativos, incluindo problemas respiratórios, comprometimento cognitivo e até mesmo overdose.

É fundamental buscar orientação médica para o uso correto dessas substâncias e evitar a dependência. Até a próxima!

Compare listings

Comparar