Resgate 24 horas em todo território nacional.

Clínica de Recuperação Feminina: Como funciona ?

Clínica de Recuperação Feminina. Entenda como Funciona ? Onde encontrar tratamento especializado para dependência químico e alcoólica, Consulte-nos.

Pesquisas mostram que o tratamento da dependência das mulheres deve ser baseado em uma abordagem holística e centrada na mulher que reconheça suas necessidades psicossociais. Ao procurar uma clínica recuperação feminina, é preciso escolher uma clínica de recuperação que se mostre pronta para ajudar.

Todo tratamento em clínica de recuperação feminina deve ser acompanhada de perto, respeitando suas características. Cada vez mais, mulheres sofrem desse problema, e mesmo em regiões metropolitanas, como em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná outros estados, é importante conhecer a melhor clínica de recuperação feminina para o tratamento ser o melhor possível.

Mulheres que sofrem de dependência de álcool ou drogas enfrentam barreiras complexas no caminho para a recuperação do vício, muitas das quais os homens, nas mesmas circunstâncias, provavelmente não experimentarão. Por isso, saber escolher uma clínica que respeita as mulheres é essencial.

Novas pesquisas indicam que o número de mulheres que lutam contra transtornos de abuso de substâncias é cerca de metade do dos homens – no entanto, também mostra que uma porcentagem muito menor de mulheres com dependência química realmente procuram ajuda profissional.

Em todos os Estados, é importante que os postos de saúde públicos e particulares ajudem com a indicação das melhores clinicas de recuperação feminina.

Qual a diferença entre o vício das mulheres e o dos homens?

As experiências das mulheres com a dependência de drogas e / ou álcool diferem das experiências dos homens viciados em uma variedade de maneiras, tanto mentais quanto físicas.

Embora os sintomas de dependência e o comportamento de abuso de substâncias de mulheres e homens sejam semelhantes, é importante entender as diferenças psicológicas, circunstanciais e até mesmo biológicas específicas da dependência feminina.

Fale com nossos especialistas! Atendimento 24 horas. 

Atendimento 24 horas via whatsapp

Por que o tratamento para dependência química para mulheres precisa ser diferente:

  • As mulheres são mais propensas a desenvolver um vício em drogas e / ou álcool em resposta a estar com um parceiro que sofre de vício
  • As mulheres enfrentam um julgamento muito mais severo da sociedade quando se trata de abuso de substâncias e, portanto, são menos propensas a pedir ajuda
  • O vício em mulheres ocorre com depressão, ansiedade e PTSD muito mais frequentemente do que o vício em homens
  • Mais de 60% das mulheres com problemas de abuso de substâncias sofreram abuso sexual na infância e / ou violência sexual na idade adulta
  • Mulheres que sofrem de dependência são frequentemente expostas a violência doméstica ou violência em seu círculo social

As mulheres respondem mais prontamente ao álcool e à maioria das outras drogas e podem se tornar viciadas mais rápido do que os homens, sofrendo efeitos colaterais físicos mais extremos em menos tempo.

Mesmo em regiões como São Paulo ou até mesmo em outros estados, situações de estresse e outros problemas podem levar as mulheres ao uso de substancias químicas.

Tratamento dependência química para mulheres

Álcool

As mulheres mostram uma progressão significativamente mais rápida do uso inicial do álcool para a dependência total do que os homens; Acredita-se que esse efeito seja devido a fatores como a menor porcentagem de água corporal e um metabolismo mais lento do álcool.

Pesquisas também concluem que as mulheres são mais propensas do que os homens a beber para entorpecer as emoções negativas, em vez de tentar melhorar o humor positivo.

Como consequência, as mulheres que sofrem de dependência de álcool frequentemente apresentam problemas de saúde mental como depressão e ansiedade.

O tratamento bem-sucedido da dependência do álcool para mulheres deve ter uma abordagem de tratamento integrada, o que significa que todas as questões de saúde mental são abordadas juntamente com a dependência.

Metanfetamina

O vício em metanfetamina pode ter um grande impacto, perturbando o equilíbrio hormonal das usuárias; o que torna a desintoxicação desse tipo de droga um intenso desafio físico e mental e qualquer tratamento de dependência para mulheres deve começar com uma desintoxicação monitorada de perto e medicamente assistida.

A escolha de uma clínica de recuperação feminina de qualidade é o primeiro passo para essa recuperação.

O vício em metanfetamina pode ter efeitos devastadores na saúde mental do usuário e muitas mulheres que entram em programas de tratamento de vício em metanfetamina sofrem de transtornos mentais, como depressão, ansiedade e PTSD. Frequentemente, estão associados a experiências traumáticas anteriores ao uso de drogas.

Por esta razão, os programas de tratamento da dependência do metanfetamina para mulheres devem integrar aconselhamento e terapia intensivos, comumente chamados de tratamento de diagnóstico duplo.

Heroína

As mulheres frequentemente começam a usar heroína devido a um relacionamento. 9 em cada 10 mulheres usuárias de heroína têm um parceiro sexual masculino também viciado em heroína e 5 em cada 10 foram injetadas pela primeira vez com heroína por um parceiro sexual masculino.

Portanto, é muito comum que as mulheres que buscam tratamento para a dependência de heroína enfrentem, ao mesmo tempo, o rompimento do relacionamento, o que pode complicar sua recuperação.

Portanto, é importante que o tratamento da dependência de heroína para mulheres inclua um tratamento integrado para resolver os problemas subjacentes e a bagagem emocional da dependência de heroína, juntamente com suas repercussões médicas.

Maconha

Mulheres que sofrem de dependência de maconha têm menos probabilidade de entrar em um programa de tratamento, já que muitas vezes não se sentem diretamente ameaçadas pelo uso de drogas. Mas é um vício que não deve ser ignorado.

O vício em maconha é, de certa forma, mais complexo de tratar do que o vício em drogas ‘mais pesadas’, como heroína. Isso ocorre porque os efeitos colaterais são geralmente mentais, e não físicos.

No entanto, a pesquisa mostrou que as mulheres que usam maconha com frequência geralmente sofrem de distúrbios alimentares, que podem causar danos físicos significativos. Parece haver uma correlação particularmente forte entre bulimia e uso de maconha.

Como a maconha tem um efeito profundo no apetite do usuário, tratar transtornos alimentares junto com o abuso de maconha pode ser desafiador, pois os dois tendem a estar inextricavelmente ligados.

As mulheres que iniciam o tratamento para o vício em maconha são improváveis ​​de apresentar sintomas físicos graves de abstinência; no entanto, a tensão mental de cessar o uso de maconha não deve ser subestimada e o tratamento da dependência de maconha para mulheres deve envolver um foco na Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) para identificar os pensamentos e sentimentos que se relacionam ao seu comportamento viciante.

Guia Completo de clinicas de recuperação em todo Brasil, Fale com um de nossos especialistas - Plantão 24 horas
Guia Completo de clinicas de recuperação em todo Brasil, Fale com um de nossos especialistas – Plantão 24 horas

Tratamento da dependência de mulheres com diagnóstico duplo

Problemas de saúde mental comumente co-ocorrem com problemas de abuso de substâncias em clientes do sexo feminino; especialmente em mulheres viciadas em maconha e drogas estimulantes como cocaína.

Para dar às mulheres as melhores chances de alcançar uma recuperação em longo prazo, é importante abordar o abuso de substâncias e os transtornos mentais lado a lado, já que frequentemente estão intimamente ligados. Mesmo em São Paulo, onde o sistema de saúde possui boa reputação, o reconhecimento dos transtornos é importante para o correto tratamento.

Um programa de reabilitação de mulheres em São Paulo deve incluir amplo aconselhamento e terapia, com o objetivo de determinar se os vícios são um subproduto de uma condição de saúde mental ou vice-versa.

Os vícios e os transtornos alimentares nas mulheres costumam estar intimamente relacionados aos sentimentos de inadequação e fracasso, quando as mulheres são incapazes de atingir os padrões injustos estabelecidos para elas pelo ambiente; portanto, é vital para o processo de recuperação reconhecer qualquer angústia emocional e mental que possa estar contribuindo para o abuso de substâncias.

É essencial que a reabilitação para mulheres em São Paulo ofereça um espaço seguro para explorar as causas subjacentes de suas lutas; deve ser sem julgamentos, gentil e profundo, para equipar os adictos em recuperação com o máximo possível de discernimento e estratégias de enfrentamento.

Tratamento anti-drogas para mães

A maternidade e todas as suas conotações sociais desempenham um papel importante na maneira como as mulheres lidam com seus vícios e costuma ser uma barreira para obter ajuda. Mesmo em cidades como São Paulo, o acompanhamento dos postos de saúde pública desempenham um papel importante na prevenção, reconhecimento e tratamento para esses casos.

Muitas mães relutam em procurar tratamento por medo de perder seus filhos, uma vez que admitem ter um vício; ou porque ter uma creche disponível durante um programa de tratamento residencial parece um desafio impossível.

Saber que a mãe não vai morar com seus filhos por um longo período de tempo é de partir o coração; no entanto, é importante ter em mente o objetivo final de ser sóbrio e, portanto, uma mãe melhor.

A conclusão bem-sucedida de um programa de tratamento para mulheres em São Paulo, contra a dependência melhorará a experiência da maternidade e proporcionará às crianças uma infância melhor. Portanto, é um desafio que vale a pena enfrentar e ter filhos pode ser um grande motivador durante a recuperação.

Cuidado infantil durante o tratamento da dependência

Fazer os preparativos adequados para os filhos é a tarefa mais difícil que uma mãe que busca tratamento anti-dependência enfrenta antes de entrar na reabilitação.

Na maioria das vezes, os filhos de mães em tratamento anti-drogas ficam com os outros pais ou avós e, em alguns casos, parentes e amigos frequentemente intervêm para ajudar no cuidado dos filhos.

Se você não tiver absolutamente ninguém a quem possa pedir para ajudar a cuidar de seus filhos quando estiver fora, entre em contato com seu médico de família ou outro sistema de apoio profissional para ajudar a explorar as opções.

Não tenha vergonha – você está tomando uma decisão difícil que mudará sua vida e a de seus filhos para melhor.

Vício e trauma feminino

O abuso de substâncias em mulheres costuma estar intimamente ligado ao trauma.

Mais de 60% das mulheres que buscam tratamento para dependência de drogas e / ou álcool sofreram abuso sexual durante a infância, foram abusadas sexualmente quando adultas ou ambos.

Muitas mulheres que buscam tratamento anti-drogas em São Paulo ou em outros estados também enfrentaram situações de violência doméstica – às vezes até o momento em que entram em uma clínica de reabilitação para mulheres.

Como traumas graves e dependência em mulheres estão relacionados:

  • Vítimas de violência doméstica, abuso sexual e / ou agressão muitas vezes recorrem a drogas e / ou álcool a fim de entorpecer sua constante angústia mental
  • Viver o trauma sem receber apoio profissional pode resultar em depressão e ansiedade severa; todos os quais são distúrbios co-ocorrentes comuns com problemas de abuso de substâncias
  • Em muitos casos, as mulheres que sofrem de vícios também se envolvem em comportamentos de autoflagelação fora o uso de drogas.
  • Uma parte importante do tratamento da dependência de mulheres é destacar a conexão entre os problemas de abuso de substâncias de uma cliente e suas experiências de vida traumáticas.

Nunca é demais enfatizar que os sobreviventes de trauma, que desenvolveram dependência de substância, sofrem de dependência como resultado direto desse trauma; e as respostas ao trauma devem ser consideradas reações normais a situações anormais.

Ser informado de que suas circunstâncias não são incomuns pode aliviar uma grande quantidade de ansiedades reprimidas para mulheres em reabilitação; o que, por sua vez, permite que eles se envolvam totalmente no processo de tratamento.

Uma vez que a conexão tenha sido feita, as mulheres são mais capazes de identificar seus gatilhos e reações e se livrar de parte da culpa e da auto-aversão que possam sentir, o que será um recurso valioso para alcançar uma recuperação sustentada.

Mudando a dinâmica familiar para mulheres com dependência

A terapia familiar é uma parte essencial do plano de tratamento de dependência de qualquer mulher.

Pesquisas também mostram que as mulheres que são viciadas têm um histórico de responsabilidade excessiva em suas famílias. Isso significa que pode haver consequências emocionais significativas associadas à decisão de entrar em tratamento para o vício.

Mulheres com parceiros e filhos muitas vezes se sentem envergonhadas de seus comportamentos destrutivos e suas consequências, já que ainda se espera que as mulheres sejam as principais cuidadoras na maioria das estruturas familiares, mesmo em estados como SP .

Os parceiros e filhos de mulheres que lutam contra o vício provavelmente experimentarão uma complexa mistura de emoções; as crianças muitas vezes se sentem zangadas ou culpadas como se pudessem ter evitado o abuso de drogas de sua mãe sendo ‘melhores’ ou mais ‘amáveis’.

Os parceiros podem experimentar sentimentos de inadequação, pois foram incapazes de proteger seu ente querido deste cenário prejudicial. Mas a atenção deles pode ser novamente precisa ao escolher um a clínica de recuperação feminina para suas parceiras.

As mulheres também tendem a se relacionar com parceiros masculinos que também abusam de drogas, então as sessões de terapia familiar devem abordar a questão de um parceiro querer parar de usar, enquanto o outro não deseja fazê-lo. Ao escolher uma clínica de recuperação feminina em São Paulo, é importante se atentar a manter uma distância entre essas pessoas prejudiciais e as mulheres em tratamento.

Essas questões são complexas e emocionalmente desgastantes; no entanto, com ajuda profissional, paciência e tempo, a maioria das viciadas consegue chegar a um ponto nas relações familiares onde se sentem muito mais seguras e respeitadas do que antes do início do tratamento em uma clínica de recuperação feminina em São Paulo.

A terapia familiar deve abordar todas as emoções experimentadas por todas as partes e se esforçar para ajudar as famílias a se reconectar e renegociar o equilíbrio de poder em uma conversa respeitosa e produtiva.

Isso ajudará as famílias a se curar coletivamente, a perdoar e a seguir em frente para uma dinâmica familiar melhor e mais saudável – independentemente da forma que isso possa assumir.

Mulheres que procuram tratamento anti-dependência devem escolher uma reabilitação que ofereça programas especializados de tratamento anti-drogas para mulheres.

O clínica de recuperação feminina deve ser projetado para fornecer às clientes mulheres o ambiente acolhedor e seguro necessário para dar-lhes a melhor chance de recuperação em longo prazo.

Fatores a serem considerados ao escolher uma reabilitação para mulheres:

  • Conselheiras
  • Ambiente amigável LGBTQI
  • Alojamento apenas para mulheres
  • Apoio familiar (incluindo frequência de contato com crianças)
  • Licenciamento e credenciamento
  • Tipos de vícios que a reabilitação trata
  • A terapia familiar faz parte do programa de tratamento
  • Duração do tratamento disponível
  • Tratamento para transtornos mentais concomitantes
  • Opções de pós-tratamento
  • Opções de pagamento
  • Hora de admissão
  • Localização

Fale com nossos especialistas! Atendimento 24 horas. 

Atendimento 24 horas via whatsapp

Descubra como nossos consultores podem ajudar você ou seu ente querido a selecionar um tratamento em uma clínica de recuperação  adequada. Uma avaliação por telefone exige apenas 5 a 10 minutos do seu tempo. Isso ajuda você a saber sua posição em termos de opções de reabilitação em sua área local. 

Compare listings

Comparar