Resgate 24 horas em todo território nacional. +55 44 99155-7195

Como ajudar um pai alcoólatra: Saiba como reverter essa situação!

Viver com um pai alcoólatra é difícil e muito prejudicial. Assim, neste artigo, discutiremos como ajudar um pai alcoólatra e onde obter ajuda

Infelizmente, é duro para muitas famílias, mas acaba sendo necessário, onde muitos tem a dúvida de como ajudar um pai alcoólatra.

Até porque, o vício do álcool presente em muitas pessoas, acaba sendo um problema bastante grave, afetando diretamente o convívio familiar e todo o bem-estar daquela pessoa.

Para você ter uma ideia, de acordo com a própria Organização Mundial Saúde (OMS), o Brasil possui cerca de 4 milhões de pessoas dependentes do álcool.

No entanto, mesmo que seja algo bastante presente, saiba que pouco é divulgado as formas de tratamento para curar essa dependência, e assim trazer de volta uma qualidade de vida.

Em boa parte das vezes, só se fala em Alcoólicos Anônimos, mas não sendo apenas isso suficiente em boa parte dos casos, a superar o vício do álcool.

Isso principalmente porque, o vício do álcool pode trazer consigo diversos danos, como a abstinência, que na maioria dos casos requer um tratamento específico, com médicos especializados e medicamentos corretos, afim de reduzir os sintomas, e fazer com aquela pessoa não venha a ter uma possível recaída, por exemplo.

Por fim, para você realmente conseguir entender como ajudar um pai alcoólatra, entendendo qual o tratamento ideal e como reverter essa situação nós criamos esse artigo.

Acompanhe tudo agora e saiba como ajudar a tratar aquele que amamos, trazendo uma qualidade de vida.

A vida de uma família com um pai alcoólatra

Crescer em uma casa alcoólica pode ser uma tarefa bastante difícil, principalmente se formos considerar como algo que afeta todos ali presentes.

Dessa forma, comportamento problemático de um pai na bebida pode ter um impacto gradual ou cumulativo no desenvolvimento de uma criança, por exemplo, que geralmente tem a imagem adulta como um espelho.

Famílias que contêm um ou múltiplos membros alcoólatras podem apresentar certos comportamentos e padrões, que podem ser transmitidos para crianças de várias maneiras faladas e não ditas.

Além disso, embora cada família seja um pouco única, você pode reconhecer algumas dessas “regras” de uma casa alcoólica em sua própria vida, incluindo:

Os limites e restrições que foram colocados em você podem ter feito você se adaptar de maneiras que se sentiam necessárias para garantir sua sobrevivência e segurança.

Assim, quando criança, você não tinha a opção de fazer uma escolha diferente porque você não era capaz de fazê-lo.

Logo, você não teve a chance de aprender padrões de comportamento mais saudáveis enquanto crescia, e isso pode, em última análise, prejudicar sua saúde mental.

Uma pessoa com um pai que está passando por essa situação pode passar por algumas coisas, como:

  • Ficar envergonhada, irritada ou triste sobre o uso de substância de um pai;
  • Preocupada com a saúde ou segurança de seus pais;
  • Preocupada com ela mesma, irmãos, ou seus outros pais;
  • Assustada, sozinha, ou insegura em casa;
  • Frustrada quando seus pais não mudam;
  • Aliviada quando um pai toma medidas para se recuperar;
  • Preocupada em saber como ajudar um pai alcoólatra;
  • Com dificuldade de relaxar;
  • E dentre uma série de outras coisas.

Filhos nesta situação podem ter de ser adultos muito cedo, não podendo viver a infância de maneira mais leve e divertida.

Por fim, em vista disso, filhos assim podem se sentir deprimidos ou ansiosos por não saber como ajudar um pai alcoólatra.

O que fazer nesta situação?

Se você está vivendo com um pai que tem um problema de uso de substâncias, você pode estar tendo um momento difícil.

Dessa forma, procure os outros por segurança, ajuda e apoio. Aqui estão algumas coisas para fazer:

Se abra com alguém: não acumule sentimentos

Fale com um bom amigo e com um adulto de sua confiança. Por exemplo, um professor, conselheiro escolar, médico, terapeuta ou parente.

Dessa forma, deixe-os saber o que você está passando. Pode ser um alívio compartilhar como é para você. E eles podem ser capazes de ajudá-lo de outras maneiras.

Por fim, para manter a sua sanidade mental, e saber como lidar com essa situação, se abrir com alguém pode ser crucial.

Não guarde tudo para si só.

Saiba que não é sua culpa

Algumas pessoas se culpam pelo uso de substâncias dos pais. Eles podem pensar em momentos em que um pai estava com raiva ou os culpava.

Dessa forma, eles podem se perguntar se fizeram um pai beber ou usar drogas. Mas, saiba que as pessoas, não podem causar o problema da substância dos pais.

Ou seja, sim, infelizmente é um ato escolhido pelo próprio dependente, onde terceiros, principalmente os familiares, não serão culpados sobre isso.

Conheça e nomeie suas emoções

Não enterre seus sentimentos ou finja que está tudo bem.

Dessa forma, saiba que tudo bem se sentir como você está agora, com dúvidas, tristeza ou até amarguras.

Use palavras (e não ações prejudiciais) para expressar como você se sente e por quê.

Aprenda a trabalhar suas emoções nesse momento, para que você consiga ter forças e discernimento para tratar e saber o que fazer nessa situação.

Construa bons hábitos

Algumas pessoas aprendem a não falar ou mostrar emoção. Eles temem que isso possa desencadear o consumo de bebida ou substância dos pais.

Sendo assim, hábitos como esses podem ajudá-lo a sobreviver a tempos difíceis em casa. Mas eles podem não funcionar em outras partes da sua vida.

Ser capaz de falar, dizer como você se sente, e mostrar emoção ajuda você a ter bons relacionamentos no futuro.

Além disso, procure sair daquilo de vez em quando, como sair para conversas, fazer uma caminhada e dentre outras coisas.

Saiba que seu pai, que atualmente sofre da dependência, precisará bastante do seu apoio, sendo algo crucial nesse momento.

Pare o ciclo

Pessoas que têm pais com problemas de uso de substâncias também correm maior risco de ter esses problemas.

Dessa forma, um grupo de apoio ou terapia pode ajudá-lo a aprender como evitar esse risco.

Você pode tirar aquilo como um ensinamento, e algo que não deve ser seguido, e sim evitado.

Procure uma clínica de recuperação

Uma clínica de reabilitação é a melhor maneira para uma pessoa sair da dependência, pois ela possui uma equipe multiprofissional que providencia um tratamento 24 horas por dia durante o tempo que for necessário.

Essa podemos dizer que é hoje uma das melhores respostas para você que procura como ajudar um pai alcoólatra.

Por fim, saiba que isso pode ser crucial e decisivo para tirar seu pai daquela situação, e assim proporcionar uma maior qualidade de vida.

Como ajudar um pai alcoólatra: escolha a melhor clínica de recuperação

Encontre uma clinica de recuperação mais perto de você. O Grupo Encontre Clínicas vai te ajudar na sua jornada de recuperação do vício do álcool. Faça um teste, obtenha uma consulta agora mesmo e comece a obter suporte por telefone ou via whatsapp (11) 96262-2008

Compare listings

Comparar