Resgate 24 horas em todo território nacional. +55 44 9155-7195

Como falar com os seus filhos sobre a toxicodependência sem assustar

A confiança é a melhor maneira de se trocar confidências especialmente se o assunto é a toxicodependência, Tratamento especializado para dependentes

Quem não se lembra do Proerd da escola quando entravam e falavam sobre drogas e o quanto era perigoso, e que as pessoas iriam morar na rua, mas será que todo aquele sermão valeu à pena mesmo, desta maneira como falar com os seus filhos sobre a toxicodependência sem assustar?

O mundo mudou radicalmente, as drogas e consequentemente sua distribuição também mudaram. Além do mais, a maneira com que estamos nos relacionando também se alterou, hoje a facilidade do acesso a informação, não está restrita a computadores, mas está desde os celulares aos smartwatches.

Ao longo dos anos, as pessoas que usavam drogas  eram vistas como indivíduos ruins, ou seja, eram marginalizados na sociedade. Contudo com a evolução da psiquiatria e da psicologia foi constatado que eram doentes e o verdadeiro  inimigo, eram as substâncias psicoativas. Sendo assim, entender a questão do comportamento de uso era fundamental para iniciar o tratamento de um “usuário”.

Hoje, com a melhora na educação a forma como as pessoas foram tendo acesso a informação, seja ela via mídia social, televisão, rádio, TV, internet, grupos de “zap”, Instagram e derivados, ajuda a quebrar certos paradigmas como homofobia, racismo, intolerância religiosa, preconceito cultural e social, xenofobia e consequentemente dependência química.

Também não se pode generalizar, pois ainda há uma cultura do cancelamento e de discurso de ódio, mas tecnicamente as pessoas têm mais conhecimento hoje em comparação há 20 anos.

Porém, a questão das drogas ainda é algo delicado de se conversar em casa. Falar sobre questões que envolvem conviver com alguém que tem o hábito de usar drogas dentro de casa, é simplesmente inconcebível por muitas famílias brasileiras. Entretanto, sabe-se que a classe que deve-se evitar com que se caia na tentação do uso são os adolescentes, mas como conversar com eles de maneira produtiva?

Conversa com os filhos de maneira a não assustá-los sobre  toxicodependência

“Água mole em pedra dura tanto bate até que fura”- já ouviu falar desse ditado? Então, é a mesma coisa quando se trata dar início à conversa com os filhos de maneira a não assustá-los sobre a toxicodependência. Trazer o assunto sobre drogas de maneira natural é importante para que se discuta sobre o mesmo de maneira tranquila e amena sem criar uma tempestade sobre o mesmo.

Do mesmo jeito que a homosexualidade foi trazida ao longo dos anos como algo natural, de caráter individual e que merece respeito social, as drogas também merecem uma atenção. Já que elas causam dependência, malefícios para quem as usa, e principalmente podem, ao longo, causar problemas sociais. Sendo assim, colocar isso à mesa e conduzir uma prosa interessante sobre como a vida pode ser ruim com as drogas para uma criança ou adolescente que seja, de maneira a não perturbá-lo, mas com o intuito de incitar indagação, é interessante e saudável.

Como falar com os seus filhos sobre a toxicodependência sem assustar é um desafio para pais que não tiveram essa oportunidade, entretanto é fundamental para os filhos saberem como é a questão da dependência de substâncias. E dialogar sobre esse assunto de maneira positiva, desde muito pequeno, ajuda a criar barreiras para que evitam os jovens a entrarem nas drogas. 

O Encontre Clínicas vai ajudar você que é pai ou mãe e que está precisando desse empurrãozinho em como falar com seu filho sobre um assunto tão delicado e que precisa ser “trocado ideia”.  Siga nossas dicas e fique por dentro sobre o assunto nestes passos:

  1. Conheça sobre as drogas do momento
  2. Saiba que o álcool é a porta de entrada para as drogas
  3. Cigarro também é droga
  4. Entenda o que as drogas fazem com o organismo
  5. Comece a dar abertura sobre temas interessantes e seja amigo do seu filho
  6. Debata assuntos importantes e ideias sobre como ele vê o mundo
  7. Comece, naturalmente a falar sobre as drogas
  8. Pergunte o que seu filho entende sobre as substâncias psicoativas
  9. Veja exemplo bons, e que possam ser comparativos para fornecer na conversa
  10. Faça com que a conversa seja natural, rotineira e indagativa

A confiança é a melhor maneira de se trocar confidências especialmente se o assunto é a toxicodependência

Quando temos um amigo que confia muito em nós, é comum que ele se abra conosco a respeito de questões particulares. Deste modo a confiança é a melhor maneira de se trocar confidências especialmente se o assunto é a toxicodependência. Ser o melhor amigo dos seus sucessores é a melhor maneira em como falar com os seus filhos sobre a toxicodependência sem assustar.

Confiança é algo que não se quebra e principalmente que está ligada ao apoio. Quando ele estiver em dificuldades, independentemente da questão, será você a primeira pessoa a quem ele recorrerá a uma opinião ou ajuda.

A conversa com os filhos de maneira a não assustá-los sobre a toxicodependência construída ao longo de anos, com exemplos palpáveis e que geram confiança e credibilidade, traz uma relação saudável e sólida. Algo que a drogadição não vai conseguir quebrar facilmente. Por mais que o adolescente tenha a curiosidade de experimentar, ele não terá a barreira de falar sobre o assunto dentro de casa e isso ajuda os pais a criarem uma dinâmica para que os filhos evitem caírem no uso novamente.

Confiança é a melhor maneira de se trocar confidências não só especialmente se o assunto é a toxicodependência, mas para tudo. Filhos que confiam nos pais e se abrem sobre qualquer assunto, constroem um relacionamento único e invejável. Além disso, esse tipo de relacionamento e aprendizado é passado para outras gerações.

Além do papel da escola no auxílio à educação, no governo a prevenção através de cartilhas que explicam sobre drogas, de ongs que sustentam o perigo das mesmas, fazer o papel de educador principal dentro de casa é fundamental.

Contudo, nem sempre a história tem um final feliz, mesmo assim ainda existem milhares de pessoas que têm problemas com as substâncias psicoativas e ainda por cima não sabem como lidar com o sofrimento, desta forma, nós do Grupo Encontre Clínicas temos a solução mais viável, a internação. Entre em contato conosco e venha conhecer nossas instalações.


Fale com nossos especialistas! Atendimento 24 horas.

Descubra como nossos consultores podem ajudar você ou seu ente querido a melhor melhor maneira para deixar o vício, conheça tratamento em uma clinica de recuperação . A avaliação por telefone exigirá apenas 5 a 10 minutos do seu tempo. Isso ajudará você a saber sua posição em termos de opções de reabilitação em sua área local.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é atendimento_24_horas.svg

Compare listings

Comparar