(44) 991557195 - PR

WhatsApp 24 horas

(35) 99869-4147 - MG

WhatsApp 24 horas

(11) 96262-2008 - SP

Atendimento 24 horas

Comparar listagens

Como funciona um centro de reabilitação?

Como funciona um centro de reabilitação?

Uma dúvida que surge tanto para quem sofre com a dependência química, como também para quem tem um familiar com esse problema, é saber como funciona um centro de reabilitação.

Afinal, é por meio de instituições como essa que o paciente poderá ter o tratamento individualizado definido, o que irá ajudá-lo a alcançar melhores resultados na luta contra a dependência.

Sendo assim, surge a questão: como é que funciona um centro de reabilitação?

Essa é a pergunta que iremos responder nesse artigo, tratando de tudo o que há de mais importante a respeito desse tema que precisa ser falado para esclarecer melhor a todas as pessoas.

Vamos lá!

 

Entendendo o papel de um centro de reabilitação para tratamento de um dependente químico 

Antes de qualquer coisa, é preciso compreender qual é o papel de um centro de reabilitação no tratamento de um dependente químico.

Esse tipo de instituição é totalmente preparado, estruturalmente e profissionalmente, para acolher um dependente químico e disponibilizar um tratamento adequado para ele, de acordo com suas individualidades.

Assim, por meio da internação em um centro de reabilitação é que um dependente químico poderá voltar a viver normalmente, com saúde e estando longe das drogas a que possuía o vício.

As clínicas que atuam na luta contra a dependência química apresentam formas de tratamento com profissionais renomados, contando com práticas terapêuticas e médicas das mais modernas para os pacientes.

Em geral, além de contar com uma equipe composta por profissionais de saúde mais diversos e capacitados, essas clínicas ficam em locais considerados estratégicos, longe dos grandes centros.

O objetivo disso é, justamente, proporcionar uma maior discrição aos pacientes, além de maior tranquilidade e também a paz necessária para que eles possam manter-se comprometidos com o tratamento e longe de qualquer gatilho.

É preciso, logicamente, que as clínicas ofereçam acomodações que sejam confortáveis aos pacientes, e também todos os serviços de internação para que eles possam receber os cuidados precisos enquanto estão internados.

Portanto, em comparação a outras formas de tratamento, como é o caso daqueles feitos sem a internação do paciente em um ambiente propício para sua recuperação, os centros de reabilitação possuem um papel estratégico para eles.

 

Como funciona um centro de reabilitação para dependente químico?

É muito importante falar sobre como funciona um centro de reabilitação, até mesmo para que seja possível tirar uma imagem negativa que muitas pessoas ainda possuem sobre eles.

Uma instituição desse tipo é muito mais do que um simples hospital, trata-se de um local em que o dependente químico irá receber todo o tratamento necessário, reaprendendo assim a ter uma nova vida sem dependência.

No local, o paciente irá receber o tratamento médico, para que assim possa haver a detecção de possíveis danos físicos ao corpo que possam ter surgido por conta do uso da substância química de maneira constante.

Isso inclui alguma outra doença que possa ter sido ocasionada por conta da dependência química, ainda mais naqueles em que o dependente químico sofre com o vício há muito tempo.

Outro ponto importante é que há a desintoxicação do paciente, processo que consiste em “limpar” o organismo dele para que seja possível promover a eliminação de substâncias que sejam nocivas.

Essas substâncias, além de prejudicarem o organismo, ainda fazem com que o dependente químico não consiga livrar-se do vício que possui.

É essencial que o processo de desintoxicação seja realizado em um centro de reabilitação com uma equipe capacitada, já que a abstinência ocasionada por ele traz diversos efeitos indesejados.

Estando em uma clínica especializada, o paciente irá receber os cuidados adequados para que ele possa ver-se livre desses efeitos provocados pela abstinência.

Além disso, tudo, em uma clínica de reabilitação ainda há muitas outras atividades que são desenvolvidas visando um melhor tratamento para o paciente.

Isso inclui os tratamentos com psicólogos e também uma alimentação individualizada prescrita por nutricionistas, por exemplo.

A seguir vai uma lista das outras atividades que são realizadas no funcionamento de um centro de reabilitação:

 

  • Terapia em grupo: essa é uma atividade realizada com o acompanhamento de um profissional terapeuta, que irá supervisionar e fazer a interação na conversa entre os pacientes, para que eles possam trocar experiências entre si

 

  • Acompanhamento individual (médico e terapêutico): fora as reuniões ou terapias em grupo, os pacientes também contarão com um acompanhamento individual, médico e terapêutico, para que possa ser entendida a origem ou causa para a dependência química dele, e assim seja possível alcançar o melhor resultado possível no tratamento

 

  • Terapia ocupacional: nesse tipo de terapia, há a aplicação de atividades que têm como principal objetivo auxiliar o paciente a vencer suas dificuldades. Isso irá ajudá-lo a ter uma maior independência nos campos físico, social e educacional.

 

  • Atividades físicas: as atividades físicas são extremamente importantes para auxiliar o paciente a não só recuperar a saúde mental, mas também física, já que elas impactam diretamente nos dois níveis. Isso ocorre porque há a liberação da serotonina e da dopamina, por conta da realização das atividades físicas, que ajudam a aumentar a sensação de bem-estar e proporcionam maior felicidade ao paciente

 

  • Palestras: outro tipo de atividade em grupo muito realizada em centros de reabilitação é a palestra, que é feita com profissionais que são especialistas nos assuntos que estão relacionados com a dependência química. O objetivo dessas palestras é motivar e ajudar os pacientes para que eles possam ficar livre da doença e estejam menos propensos a sofrerem com recaídas

 

Formas de internação em um centro de reabilitação

Agora que você pôde ver como os centros de reabilitação funcionam, é hora de compreender melhor como é que se realiza a internação nessas instituições.

Há três formas de internação de pacientes em centros ou clínicas para reabilitação de dependentes químicos: a voluntária, a involuntária e a compulsória.

Veja cada uma delas a seguir!

 

Internação voluntária

A internação voluntária ocorre quando o paciente procura, por si só, o tratamento em uma clínica do tipo para que possa livrar-se do vício que possui.

Ou seja, em termos gerais, a internação voluntária é quando se tem o consentimento do paciente, incluindo a assinatura do mesmo em uma declaração de que estar sendo internado por vontade livre es espontânea sua.

No caso das internações voluntárias, os familiares ou amigos podem até incentivar o dependente químico a procurar ajuda, mas a decisão final para internação é dele.

Para receber alta, o próprio médico responsável pela clínica pode liberar o paciente, ao perceber que ele está recuperado, ou o próprio dependente químico.

 

 

Internação involuntária

Já na internação involuntária, ao contrário do que acontece na internação do tipo voluntária, não é preciso o consentimento do paciente, já que, em geral, ele perdeu o discernimento sob o risco ou não percebe o problema que possui.

É necessário quando o paciente já representa um risco para si mesmo ou para sua família e outras pessoas próximas.

Para que ela a internação involuntária seja realizada, torna-se necessário que um familiar faça a requisição da internação do dependente químico, que irá autorizá-la.

É preciso deixar bem claro que na internação involuntária é necessário que o Ministério Público Estadual seja informado sobre a internação do paciente pela clínica, bem como também seja informado da alta do dependente.

A alta, aliás, só poderá ser dada pelo próprio médico do centro de reabilitação ou ainda requisitada pelo responsável legal, mas jamais pelo próprio paciente.

 

 

Internação compulsória

A última forma de internação do paciente em um centro de recuperação é a internação compulsória, que é aquela feita sob ordem judicial, também independente do consentimento do dependente químico.

Essa última opção serve quando todas as outras formas de tratamento já falharam e não tiverem o efeito desejado, sendo então a internação necessária.

Costuma ser indicada para aqueles dependentes químicos que não possuem família e que, portanto, não tem quem torne-se responsável por requisitar sua internação.

A ordem judicial é uma resposta de um médico e ela deverá ser baseada nos laudos que atestem que o indivíduo representa um risco à sua própria saúde e a si mesmo, além também de terceiros.

O juiz não poderá intervir na alta do paciente, sendo apenas o próprio centro de reabilitação que irá dizer quando é que ele poderá ou não ser liberado, ou seja, quando estará realmente recuperado do vício.

Quando isso ocorrer, então o juiz irá expedir uma outra ordem judicial, também com base em laudos médicos, de que o paciente está apto a sair da clínica e voltar a ser reinserido na sociedade.

 

 

Conclusão

Como você viu, um centro de reabilitação é um local em que os dependentes químicos são internados para que possam ter um tratamento totalmente especializado, de acordo com as suas necessidades, para recuperar-se do vício.

Neste texto, mostramos a você como é que essas instituições funcionam, de modo geral, inclusive quanto à internação dos pacientes, que pode ser feita de formas distintas.

Gostou do artigo de hoje sobre como funciona um centro de reabilitação?

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.

 

VEJA NOSSO GUIA COM AS MELHORES CLÍNICAS DE RECUPERAÇÃO DO BRASIL 

 

Fale com nossos especialistas! Atendimento 24 horas. 

(11) 96262-2008

Descubra como nossos consultores podem ajudar você ou seu ente querido a selecionar um tratamento em uma clínica de recuperação  adequada. Uma avaliação por telefone exige apenas 5 a 10 minutos do seu tempo. Isso ajuda você a saber sua posição em termos de opções de reabilitação em sua área local. 

Fale com nossos especialistas! Atendimento 24 horas.

 

img

Paulo Esidio Junior

Sou o Paulo Esidio diretor do Grupo Encontre Clínicas, e terapeuta especialista em dependência química a mais de 15 anos fazendo aconselhamento e encaminhamento para centros terapêuticos em todo o Brasil

    Posts relacionados

    Clínica de recuperação é confiável: como saber ?

    Uma dúvida muito comum de quem possui na família um dependente químico é sobre como é...

    Continue lendo
    por Paulo Esidio Junior

    Como funciona o tratamento para viciado em drogas?

    Uma das maiores dúvidas de quem possui um dependente químico em casa é sobre como funciona o...

    Continue lendo
    por Paulo Esidio Junior

    Quanto tempo leva para desintoxicar um dependente químico?

    Uma das maiores dúvidas ao se buscar um tratamento para dependência é sobre quanto tempo leva...

    Continue lendo
    por Paulo Esidio Junior

    Participe da discussão