Resgate 24 horas em todo território nacional. +55 44 99155-7195

Como são os diferentes padrões de consumo e risco das drogas?

O Padrões de Consumo e Risco das Drogas e álcool demonstra uma preocupação ao ponto de problemas sociais graves, Atendimento 24 horas, Confira.

O abuso de substâncias pode simplesmente ser definido como um padrão de uso nocivo de qualquer substância para fins de alteração do humor. E, o que poucos sabem, é o fato de ser muito importante identificar os padrões de consumo e risco das drogas.

Até porque, serão eles que se notados com antecedência, e assim tomada uma atitude, poderão livrar um dependente de muitos dos efeitos que as substâncias químicas podem

causar.

Assim, entendendo como elas podem ser prejudiciais e como poder se livrar ou ajudar uma pessoa a se livrar dessa situação.

Confira tudo:

O abuso de substâncias

“Substâncias” podem incluir álcool e outras drogas (ilegais ou não), bem como algumas outras que não são drogas ilícitas, como medicamentos.

O “abuso” pode ocorrer porque você está usando uma substância de uma forma não pretendida ou recomendada, ou porque está usando mais do que o prescrito.

Para ser claro, alguém pode usar substâncias e não ser viciado ou mesmo ter um transtorno por uso de substâncias, conforme definido no ” Manual Diagnóstico e Estatístico dos Transtornos Mentais, Quinta Edição” (DSM-5).

A seguir, vamos discutir o que constitui o uso nocivo de substâncias, o uso de substâncias ilegais e o uso indevido de medicamentos prescritos.

Abrange também algumas das substâncias que são abusadas com mais frequência, bem como os riscos de uso indevido de drogas. E os padrões de consumo e risco das drogas.

O que é uso prejudicial de drogas?

As autoridades de saúde consideram o uso de substâncias como cruzando a linha do abuso de substâncias, onde esse uso repetido causar prejuízo significativo, como:

  • Deficiências;
  • Descumprimento de responsabilidades;
  • Problemas de saúde;
  • Controle prejudicado;
  • Uso arriscado;
  • Problemas sociais.

Em outras palavras, se você bebe o suficiente para ter ressacas frequentes; usa drogas suficientes para perder o trabalho ou a escola; fuma maconha o suficiente para perder amigos; ou frequentemente bebe ou usa mais do que pretendia. Esses padrões de consumo e risco das drogas indicam que você está no nível de abuso.

Ou seja, o seu corpo já começou a ter uma dependência daquela substância para realizar determinadas atividades, ou “solucionar” os problemas naquela situação.

No entanto, a ampla gama de abuso de substâncias na sociedade de hoje não é tão simples, e inclusive, elas podem trazer danos gravíssimos.

Uso ilegal de drogas

Geralmente, quando a maioria das pessoas fala sobre abuso de substâncias, elas estão se referindo ao uso de drogas ilegais. Mas, drogas fazem mais do que alterar seu humor.

Elas podem obscurecer seu julgamento, distorcer suas percepções e alterar seus tempos de reação, o que pode colocá-lo em risco de acidente e lesão.

Além disso, vale citar que essas drogas se tornaram ilegais porque são potencialmente viciantes ou podem causar graves efeitos negativos à saúde. Alguns acreditam que o uso de substâncias ilegais é considerado perigoso e, portanto, abusivo.

As drogas ilegais mais comumente abusadas, em ordem, são:

  • Maconha;
  • Cocaína;
  • Alucinógenos;
  • Êxtase;
  • Heroína;
  • Crack.

O abuso de substâncias geralmente se refere ao uso de drogas ilegais, que são assim devido ao seu alto risco de abuso e efeitos colaterais perigosos devido aos padrões de consumo e risco das drogas.

Uso recreativo de drogas é possível mesmo?

Algumas pessoas argumentam que o uso casual e recreativo de algumas drogas não é prejudicial.

Na maioria dos casos, os maiores defensores do uso recreativo de drogas são aqueles usuários da maconha, que dentre as principais drogas, “tem o efeito mais leve”.

Eles argumentam que a maconha não é viciante e tem muitas qualidades benéficas, ao contrário das drogas “mais pesadas”.

Contudo, pesquisas recentes mostraram que mesmo a maconha pode ter efeitos físicos, mentais e psicomotores mais prejudiciais do que se acreditava inicialmente.

A cada ano, novos estudos científicos descobrem mais maneiras pelas quais o uso prolongado de maconha é prejudicial à sua saúde.

Além disso, pessoas que usam maconha podem se tornar psicologicamente dependentes e, portanto, viciadas. Estima-se que 9% das pessoas que usam maconha se tornarão dependentes, e a porcentagem sobe para 17% para aqueles que começaram a usar a droga na adolescência.

Logo, mesmo que tente regular seus padrões de consumo e risco das drogas, a chance de se viciar é grande.

Por fim, não é à toa que hoje ela é considerada mundialmente como uma das drogas de “entrada”, abrindo as portas para outros consumos.

Considerações finais

Neste artigo, você pôde conhecer mais sobre os padrões de consumo e risco das drogas e suas consequências.

Quando uma pessoa já está viciada, dificilmente ela poderá sair do vício, a não ser que haja um tratamento adequado, especialmente de clínicas de recuperação.

Logo, não hesite em procurar uma para ajudar ou ajudar outras pessoas que estão nessa situação. Contudo, lembre-se de procurar uma clínica especializada no tratamento de pessoas viciadas em drogas.

E, inclusive, nós do Grupo Encontre Clínicas, podemos ajudar, pois somos referência quando o assunto são clínicas de recuperação, possuindo clinicas de recuperação em todo o Brasil, à disposição para te ajudar nessa situação.

Até porque, com um tratamento ideal, acreditamos que todos esses padrões de consumo e risco das drogas podem ser solucionados, e assim, uma pessoa que sofre com o vício das drogas, pode ter de volta uma qualidade de vida.

Por fim, se você deseja proporcionar essa qualidade de vida a algum dependente, entre em contato conosco agora.

Estamos 24 horas prontos para te atender e trazer uma solução eficaz para a dependência de álcool e drogas!

Compare listings

Comparar