Resgate 24 horas em todo território nacional.

Como se preparar para um Carnaval Sóbrio

Muitas pessoas que são dependentes químicas sofrem com essa época do ano, todavia como se preparar para um carnaval sóbrio? Saiba mais...

Muitas pessoas que são dependentes químicas sofrem com essa época do ano, todavia como se preparar para um carnaval sóbrio? Tem como pular carnaval sendo dependente químico e alcoólatra?

Nossa, essa pergunta bate no fundo da alma e até dói. Uma época do ano que pra muitos é alegria e festividade e para outros é amargura, gatilhos, e insanidade. O carnaval pode significar diferentes coisas dependendo para quem se é realizada a pergunta. Para uma pessoa normal que sabe dosar é uma festa normal, para alguém que já sofreu das consequências da adicção, é pura insanidade.

Para quem não sabe, o Carnaval brasileiro não fica passando na TV à toa não. Ele é a maior festa e comemoração do Mundo. Sim, nós brasileiros temos a maior festa comunitária e de época do mundo e ela é o carnaval.

Além do mais, ela é tão rica, que é comemorada de diferentes formas em diferentes regionalidades do país. Mas antes de falarmos de como se preparar para um carnaval sóbrio, vamos falar um pouquinho dessa festa boa e gostosa nos quatro cantos desse país continental que é o nosso.

Na região norte

Já ouviu falar do que o bom do carnaval é  o Boi? “Eita brasilsão” gigante! Antes de se preparar para passar um carnaval sóbrio tem que se preparar para passar o carnaval em cada região desse país, porque ele é grande e diversificado.

Na região norte do país é comum dizer que lá se é comemorado o carnaval boi. Justamente porque se falava antigamente em boi-bumbá, um personagem do folclore local e que deu origem à comemoração que acontece conjuntamente com o aniversário da cidade de Manaus.

Atualmente este evento de carnaval acontece nas localidades do sambódromo local e agrega cerca de 200 mil pessoas. Todos se vestem com abadás, alguns de mulheres, pintam os cabelos, acompanham trios elétricos, dançam sambas. Aquela diversidade que só o Brasil consegue ter.

Na região nordeste

Na região nordeste o carnaval também é uma das festas super tradicionais e dependendo do estado, lota avenidas, estádios, praças, e centros históricos. Olinda, Recife, Salvador, Fortaleza e Arapiraca são cidades que se destacam pelo seu carnaval surpreendentemente grande e que atraem turistas do mundo todo. Sendo uma festa que pode atrair desde bonecões de Olinda, até mesmo as multidões que ficam dias viradas festejando regados a comida e bebidas ao som dos trios elétricos em Salvador.

De estado para estado, com uma distância média de 200 quilômetros nesta região, o carnaval muda muito. Alguns locais festejam desfilando em bloquinhos de escolas de samba, outros apenas em batucadas, mas o que conta mesmo é que a festa aqui é na rua.

Na região sudeste

  • Belo Horizonte
    Disputando com o carnaval carioca e com a festa baiana, o carnaval mineiro está se tornando uma das maiores festas do país. Lotando as ruas da capital Belo Horizonte, o mineiríssimo carnaval segue a típica festa baiana, com blocos de rua e noites infinitas. Canecas na mão e samba no pé. Além do mais, BH está servindo de ponto turístico nesta época do ano, e por ser mais em conta que outras cidades como RJ e Salvador, tem atraído milhares de turistas no mesmo período.

  • Rio de Janeiro
    O Rio é a porta de entrada do Brasil para o mundo, portanto o carnaval aqui é extremamente diversificado. É elitizado nos sambódromos, é de rua em Copacabana, é GLS na Farme de Amoedo, é de Favela quando é pra todos, é uma festa pro mundo, pro Rio e atrai o público do Brasil inteiro. Festas lotadas, casas noturnas cheias, bares abarrotados, bailes funks com filas intermináveis e o charme das escolas de samba fazem do Rio de Janeiro o Carnaval mais popular e belo do país e do mundo.

  • São Paulo
    Outro que segue a linha Rio é São Paulo, mas em especial a cidade também para. Com um sambódromo maior que o da cidade do RJ, e com a cultura semelhante SP, especialmente porque as casas noturnas da cidades ficam abarrotadas. Em parques, os trios comandam as ruas e a noite se torna dia e por assim se segue a festa até o feriado.

Na região Sul e  região Centro oeste

Na região sul e centro oeste o carnaval também é regado a blocos de rua e muitas pessoas nas principais avenidas, lotadas de trios, blocos com abadás e bebidas alcoólicas. Aquele “vuco-vuco” que a gente tanto gosta é uma das coisas que preenchem o carnaval de Goiás, Porto Alegre e de Curitiba

Mais que um preparativo, um treino pra vida

Agora que nossos leitores já conhecem como é o carnaval por esse Brasil de tamanho jamais imaginável, nós do Encontre Clínicas de recuperação trazemos para nossos leitores um importante aspecto para se refletir, aquele famoso “quem nunca”:

Ser usuário de drogas, alcoólatra ou melhor ainda, um dependente químico e alcoólatra em recuperação; é possível sair no carnaval? Como se preparar para um carnaval sóbrio?

Quando se está em recuperação pensar em carnaval deve doer até a boca do estômago, mas e aí, será que vale o risco? E pra quem é alcoólatra? Será que tem o bloco 0% álcool?

O que muitas pessoas não sabem é que quando se está em recuperação, não é simplesmente acordar, tomar uma medicação e falar “Eu estou limpo” e simplesmente ficar tecnicamente “limpo”. A recuperação envolve caminhos tortuosos, duros, de quedas, de se levantar e recuperar.

Afinal, você só está limpo um dia de cada vez. E só se está limpo hoje, a partir do momento que se deita da cama e se encerra o dia sem ter usado a substância. Ser dependente químico, literalmente é enfrentar um leão por dia, não é fácil. Autocuidado, pensamento positivo, autopiedade e outros pensamentos rápidos, transformam a cabeça de um dependente químico em um turbilhão de sentimentos. Então, todo cuidado é pouco.

Mas será que nunca mais será possível dar aquela escapada? A resposta é: Só você pode saber! Só depende de você, de quanto você mesmo confia em você mesmo e do tempo que está em recuperação. Quanto mais autocontrole, mais caminhos e mais portas se abrem, ao mesmo tempo, mais liberdade se tem.

Mas se você acha que não tem todo esse autocontrole para ir ao carnaval, nós vamos te auxiliar. Vamos listar alguns passos importantes, mas a primeira regra é que: Se você não se achar maduro o suficiente, assista o carnaval pela TV, ficar esse ano em casa, não vai te fazer mal, muito pelo contrário. Vai te deixar mais experiente.

Como se preparar para passar um carnaval sóbrio?

  1. Escolha alguém da família ou amigo que já sabe do seu problema com drogas ou álcool.
  2. Saia em um horário pré-estabelecido de dia, acompanhado desta pessoa e seja 100% honesto.
  3. Não vá ingerir nada que altere sua consciência. O esquema é água e coca-cola.
  4. Cuidado com os gatilhos (lugares, pessoas e hábitos). Se você se sentir desconfortável, avise seu(a) parceiro e volte imediatamente.
  5. Cuidado nos momentos de ir ao banheiro, pois muitos traficantes ficam próximos a estes locais para venderem drogas. Às vezes é preferível que procure outras alternativas
  6. Não saia de perto do seu acompanhante
  7. Deu um certo horário, vá embora.

Pode parecer simples, mas não é. Se você conseguir utilizar essa regra e vencer, parabéns! Você está pronto para o próximo dia de carnaval. Sendo assim, como nós já salientamos anteriormente, a recuperação é gradativa. Não acontece magicamente e nem instantaneamente. Ela vai acontecendo um dia por vez, sendo construída de pouquinho em pouquinho.

Sendo assim, o dependente químico que tem sucesso na recuperação e que consegue fazer um pouco de tudo nessa vida é o tipo de pessoa que realizou várias vezes um passo para frente só que sempre com o desconfiômetro ligado. Por isso, antes de tomar alguma atitude impulsiva, pense quanto tempo você levou pra estar limpo até a data de hoje.

Precisando de ajuda ? Obtenha suporte Gratuito, Atendimento 24 horas.

Junte-se à discussão

Compare listings

Comparar