Resgate 24 horas em todo território nacional. +55 44 9155-7195

Doações de Alimentos no Paraná ajudam dependentes químicos

Doações de Alimentos no Paraná ajudam dependentes químicos, Uma média de 300 quilos de alimentos para clínica de recuperação no PR.

Insegurança, medo, falta de perspectiva, e outras questões relacionadas à pandemia do novo coronavírus levantaram uma questão solidária e de sororidade entre o Coletivo de Mulheres no MST, e que por consequência teve como resultado a matéria: doações de alimentos no Paraná ajudam dependentes químicos na região. Posto isso, o Grupo Encontre Clínicas traz esse artigo onde questões importantes como a união, trabalho solidário e bem estar em comum são relatados. 

A desigualdade social é uma das características do sistema capitalista. Além do mais o mesmo traz a “noção” de egoísmo, “faça você por você para alcançar seus objetivos” é premissa básica para conquista de bens e sucesso. Contudo, apesar de estarmos inseridos dentro de um contexto de mutualidade social, onde dependemos do trabalho não só nosso, mas do outro, infelizmente a tendência ao egoísmo ainda prevalece. Porém, quando se está em momentos de crise, como a que o país se encontra atualmente. Esse egoísmo aumenta consideravelmente.

Se quando as coisas vão bem, já é difícil encontrar solidariedade, quando vão mal, mais difícil ainda. É comum que as pessoas se tornem mais inacessíveis, justamente pela dinâmica da economia nacional. Crise financeira, na saúde e política, já são realidades em 2021. E isso deixa nós brasileiros ainda mais “cabreiros” com a situação.

Trazendo para o contexto da dependência química, o ano de 2020 foi atípico, pois justamente com a pandemia e o isolamento social, houve uma explosão no consumo de drogas, consequentemente de internação. Todavia com os problemas relacionados a COVID-19 se agravando, e o mercado se tornando instável, os reflexos em 2021 foram sendo desfavoráveis, diminuindo o ritmo de internações para pessoas dependentes químicas e alcoólatras.

Sendo assim, famílias que convivem com pessoas dependentes químicas e que não tem condições de internar devido aos custos, ficam de mãos atadas. Clínicas que estão com queda nos números de pacientes, têm de se adaptar e moldar ao mercado, entretanto as mais singelas, acabam sofrendo mais com a crise.

Uma média de 300 quilos de alimentos para clínica de dependentes químicos

As doações de alimentos no Paraná ajudam dependentes químicos na região e foi uma iniciativa da Priscila Facina Monnerat como coordenadora do Coletivo de Mulheres do MST ao realizar um trabalho entre os dias 8 e 14 de março de 2021, período onde marca a presença mundial da mobilização da mulher. Um dos enfoques do movimento é a questão de doações de alimentos, marmitex e de sangue como definições preparadas para o Paraná.

O trabalho em conjunto com a Marcha Mundial das Mulheres no dia 8 de março, envolve uma preparação de em torno de mil marmitas que serão distribuídas em Londrina e 1,1 para Curitiba. Outras doações e porções como 180 cestas de alimentos agroecológicos serão entregues ao hospital público de Castro; uma média de 300 quilos de alimentos para uma clínica de dependentes químicos na Lapa; uma tonelada de alimentos para uma unidade hospitalar em Paranavaí; um conjunto de cestas de alimentos para famílias de catadores de materiais recicláveis de Francisco Beltrão; distribuição de pães em Laranjeiras do Sul, e cestas alimentares em Cantagalo e Quedas do Iguaçu.

Outra ação interessante e que é um marco para o movimento é o quesito do donativo de sangue. Não menosprezando a questão das doações de alimentos no Paraná ajudam dependentes químicos na região, mas sangue em uma época de caos na saúde brasileira onde milhares estão sendo entubados devido à COVID-19, também é necessário manter os estoques de sangue em dia, e a iniciativa solidária visou a manutenção dos bancos de sangues locais.

A crise e a fome também é algo que já está afetando os brasileiros. Com elevados níveis de desemprego em decorrência da crise pandêmica nacional, em milhões perderam oportunidades de emprego, e segundo estatísticas 6 milhões estão em desalento (deixaram de procurar emprego) seja por falta de perspectivas ou por decorrência de falta de oportunidades de mercado. Sendo assim, conseguir o básico hoje está ficando cada vez mais difícil, o que justificou a intenção dos donativos.

Ao disponibilizar uma média de 300 quilos de alimentos para uma clínica de dependentes químicos na Lapa, o que o movimento não contava era o quanto isso iria ajudar, já que esse tipo de instituição consome rapidamente esses recursos, ainda mais para proporcionar tratamento à  uma gama de pacientes que estão institucionalizados

Não apenas o Paraná é solidário, mas o Governo está ajudando os dependentes químicos

Como proposta para atender as demandas por recuperação, justamente em decorrência do aumento no número de pessoas que reincidiram no uso de substâncias psicoativas independentemente de licitude, o Governo Federal por meio da Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas pertencente ao Ministério da Cidadania irá disponibilizar em torno de 13246 vagas em comunidades terapêuticas para o tratamento de dependentes químicos e alcoólatras gratuitamente. Não apenas o Paraná é solidário, mas o Governo está ajudando os dependentes químicos.

As doações de alimentos no Paraná ajudam dependentes químicos pelo movimento são um ato solidário único, especialmente pelo maneira que foi criada a dinâmica, totalmente elaborado e direcionado pelo público feminino, algo que sustenta o movimento e a causa feminista no país, gerando orgulho da mulher no cenário nacional. 

Ao dispor de uma média de 300 quilos de alimentos para uma clínica de dependentes químicos na Lapa, o ato solidário reforça a necessidade de atitudes como estas por todos nós, mesmo num momento difícil onde incertezas e sentimentos de negatividade estarão presente em nossas vidas, ser empático e ajudar faz toda a diferença.

Conjuntamente, não apenas no Paraná é solidário, mas o Governo está ajudando os dependentes químicos por meio das vagas em instituições sendo 161 entidades na região Sudeste, 139 instituições no Sul, 124 no Nordeste, 41 no Centro-Oeste e 27 no Norte. Sensibilizar-se com a situação nacional é um dever de todos nesse momento tão difícil. Temos que lembrar de quem somos, voltar às nossas raízes de brasileiros natos, que não desistem nunca e que juntos construímos essa nação que chamamos de nossa. 

Fale com nossos especialistas! Atendimento 24 horas.

Descubra como nossos consultores podem ajudar você ou seu ente querido a melhor melhor maneira para deixar o vício, conheça tratamento em uma clinica de recuperação . A avaliação por telefone exigirá apenas 5 a 10 minutos do seu tempo. Isso ajudará você a saber sua posição em termos de opções de reabilitação em sua área local.

Compare listings

Comparar