Resgate 24 horas em todo território nacional.

Entenda o que pode acontecer com quem usa Cocaína.

Entenda o que pode acontecer com quem usa Cocaína, Quando se tratam de drogas sintéticas é importante acender um alerta vermelho, Saiba mais!

Quando se tratam de drogas sintéticas é importante acender um alerta vermelho justamente quanto ao alto teor de dependência das mesmas, entretanto entenda o que pode acontecer com quem usa cocaína?

Atualmente as drogas estão dividas em três grandes grupos, depressoras, estimulantes e perturbadoras. Cada uma com sua peculiaridade e ativando, deprimindo, estimulando ou perturbando partes do SNC (Sistema Nervoso Central).

Entretanto, não é que existem drogas mais ou menos piores. O que acontece é que no almanaque das drogas, cada uma tem sua peculiaridade. Visto isso é necessário atentar-se a estas distinções entre uma e outra.

Por exemplo, se pegarmos as drogas disponíveis no mercado atualmente, as que mais levam pessoas do mundo todo à óbito são o tabaco e o álcool, e ambas são lícitas.

Entretanto, a cocaína, que é a droga que vamos focar nesta matéria, é uma das drogas que deve se ter uma atenção especial. Justamente porque somos, na atualidade, o maior consumidor da droga.

Além do mais, a cocaína e o Brasil tem uma história muito forte. Eles estão de mãos dadas quando a questão é rota do tráfico e os narcotraficantes sabem muito bem disso. “Para escoar para o mundo todo, vamos passar pelo Brasil, que ainda parte do consumo fica por lá mesmo”  – é mais ou menos assim o pensamento.

Além disso, a cocaína é a matéria prima do crack, outra derivação – cocaína + bicarbonato de sódio – onde se forma uma pasta que é fumada e por sua vez potencializa o efeito da sensação da coca. Muito mais intenso, muito mais devastador.

Mas vamos ao que interessa, vamos diretamente na matriz real do problema, entenda o que pode acontecer com quem usa cocaína, desde o momento exato do “tiro” até toda a movimentação da droga no organismo. O Encontre Clínicas vai tirar essa curiosidade sua de uma maneira prática e simples, e você vai entender, porque muitas pessoas se viciam na droga.

Cocaína um pó mágico que seduz a vida de quem o consome
Cocaína um pó mágico que seduz a vida de quem o consome

Cocaína um pó mágico que seduz a vida de quem o consome

Aqui no Brasil é um pó mágico que seduz a vida de quem o consome, transformando-a literalmente no inferno. Mesmo produzindo sensação de bem estar, ao longo do processo de uso contínuo a droga toma o controle da vida da pessoa e quando se vê, já se perdeu família, dinheiro e o futuro.

A cocaína consumida em forma de pó é extraída de uma planta da américa central e américa do sul e seu nome é denominado Erythroxylon coca. Normalmente são utilizadas para mascar e aliviam a sensação de desconforto causadas em decorrência de grandes altitudes.

Na primeira fase da extração as folhas são prensadas e imersas em ácido sulfúrico e posteriormente em gasolina. O resultado é um líquido escuro que precisa ser decantado e posteriormente é adicionado ácido clorídrico, como resultado um pó branco se forma. E este é a substância em sua máxima pureza.

Tudo isso, é feito nas refinarias do narcotráfico nas regiões da Bolívia, Colômbia e Peru, onde a planta é nativa, a partir daí é só carregamento e transporte para outras refinarias de adição de complementos para superfaturar a droga e literalmente “enganar” o usuário.

Esse pó mágico que seduz a vida de quem o consome, especialmente no Brasil, não é nem 50% puro. Aqui são adicionados vários aditivos como giz, talco, remédios vencidos, efedrina, cafeína em pó, anestésicos e até mesmo pó de vidro.

Este último, para que se entenda o que pode acontecer com quem usa cocaína é que o nariz, ao inalar a substância que contém pequenos cacos de vidro, é inteiro cortado, aumentando o contato com a substância e potencializando o seu efeito no curto prazo. Entretanto, pode causar sérios problemas nasais, já que se está pondo VIDRO MOÍDO no nariz.

Ao entrar em contato com a mucosa nasal a cocaína é absorvida instantaneamente já vai para o cérebro como estimulante no SNC, onde libera e acelera a produção de hormônios como a adrenalina, serotonina e dopamina. Também acelera os receptores dopamínicos, trazendo a sensação de bem estar, auto confiança, euforia, prazer e outras.

Porém como a substância libera demasiadamente esses hormônios e na sua baixa, faz com que o indivíduo se sinta deprimido, com a sensação de fracasso, ineficiência e, através disso, recorra novamente a outra dose.

Uma droga que também é porta de entrada para o crack

A “irmãzinha” mais chique do crack, a cocaína teoricamente é mais elitizada, mas faz tão mal quanto. Entretanto, o consumo no Brasil, assim como suas apreensões cresceram esporadicamente entre os anos de 2000 à 2018. Mas mesmo assim é uma droga que também é porta de entrada para o crack.

Pessoas que são usuárias ferozes de cocaína e que abandonam seus lares em prol da droga, quando se veem sem recursos para usarem a mesma, optam pelo consumo do crack, o final você já sabe.

Entender o que pode acontecer com quem usa cocaína é importante, justamente porque caso o consumo aumente significativamente e as pessoas não sejam tratadas de acordo, pode se haver uma troca de substância para o crack e aí, deixa de ser apenas uma pessoa envolvida no processo e passa a ser um problema social.

O crack é tão devastador que a cracolândia faz aniversário todo ano e ninguém consegue se livrar dela, porque já criou raízes na capital, e envolve toda uma dinâmica.

Seja ela de saúde, educação, clínicas de recuperação, agentes de guarda civil municipal, polícia militar e batalhão de choque. Fora que onde se instalam as drogas e o comércio delas, quem perde são pessoas que moram nas proximidades, com a violência e o crime organizado.

Portanto, atentar-se que é  um pó mágico que seduz a vida de quem o consome e que também é  é uma droga que também é porta de entrada para o crack.

Além do mais, seu alto teor e potência, desregula as funções cerebrais, e caso a dependência química da cocaína se estenda por muitos anos, o processo químico cerebral além de gerar outras comorbidades, pode ser irreversível.

Clínica de Recuperação melhor opção no tratamento para cocaína.

A verdade é uma só, dificilmente um adicto feroz da droga vai se recuperar sozinho em casa de uma dependência onde há compulsão e obsessão pela droga. No caso da recuperação que ajuda pacientes de cocaína é a internação em clínicas de recuperação, é a melhor alternativa a curto prazo mesmo.

Quando falamos a curto prazo, mesmo que não se queira ficar um ano, pelo menos faça um teste de 60 à 90 dias, para o organismo restabelecer outras condutas não atreladas ao vício.

Além disso, é importante trabalhar processos com psicanálise que envolvam a fase de contemplação da substância, através do enfrentamento e profilaxia de gatilhos.

Fale com nossos especialistas! Atendimento 24 horas. Obtenha ajuda sobre tratamento para cocaína.

Descubra como nossos consultores podem ajudar você ou seu ente querido a selecionar um tratamento em uma clinica de recuperação . A avaliação por telefone exigirá apenas 5 a 10 minutos do seu tempo. Isso ajudará você a saber sua posição em termos de opções de reabilitação em sua área local.

Junte-se à discussão

Compare listings

Comparar