Resgate 24 horas em todo território nacional. +55 44 9155-7195

Como faço para internar um dependente químico de graça.

Internar um dependente químico de graça: Saiba como tentar uma internação por meio do SUS ou solicitando ao governo o pagamento da internação.

Devemos entender a necessidade que algumas famílias têm de internar um dependente químico de graça pela falta de condições financeiras para pagar um local de internação particular para o paciente.

Essa é uma realidade que muitas famílias passam no Brasil e buscam soluções, principalmente, nos órgãos de saúde pública que deveriam servir a população.

No entanto, no caso dos dependentes químicos é diferente.

A internação para os dependentes químicos é uma ação de último caso que deve seguir alguns critérios bastante importantes para a sociedade e a vida do usuário em questão.

Sendo assim, fique com a gente e entenda tudo sobre como internar um dependente químico de graça!

Saiba como internar um dependente químico de graça

Primeiramente, devemos entender que a internação de um indivíduo que depende de drogas ou entorpecentes é algo que deve ser feito somente em último caso.

Isso ocorre porque os órgão de saúde como o SUS, trabalham por meio de acompanhamentos psicológicos e psiquiátricos com o paciente. Esses são os métodos mais usados.

Porém, quando falamos de internação é diferente. Para que um paciente seja internado, ele deve cumprir alguns critérios de saúde e vida e ter laudos médicos para apresentar ao SUS.

A internação somente deve ser pensada no caso de o paciente estar fazendo algo que esteja colocando a vida de outros e a própria em risco pelo consumo contínuo de entorpecentes.

Nesse sentido, o médico responsável pelo acompanhamento desses pacientes decreta que o mesmo não tem condições de continuar com o tratamento.

Logo,, ele pode ser encaminhado para uma unidade de internação com um pedido por escrito da família e aprovação do médico.

Sendo assim, esse pedido é encaminhado para a clínica que deve informar ao ministério público os motivos da internação do sujeito.

Tipos de internação

Existem 3 tipos de internação. Se você tem contato com algum dependente químico deve saber e iremos te explicar como cada uma delas funciona e suas particularidades.

Internação voluntária

Esse tipo de internação ocorre quando o dependente químico percebe que pode estar começando a passar dos limites e colocando a vida dele e a de terceiros em risco. Nesse caso, ele mesmo se conscientiza da internação e fica de acordo com esse processo médico.

Nesse sentido, o usuário deve assinar um termo que mostra por escrito que ele está de acordo com a internação e o tratamento.

Você precisa saber que hoje, esse é o tipo de internação mais funcional, uma vez que a vontade vem direta do próprio dependente.

Internação involuntária

Neste tipo de internação, o dependente químico geralmente é contra a internação e os familiares optam por solicitar a internação de pacientes por motivos de perigo tanto para ele mesmo quanto para a família.

Lembrando que o familiar que pode solicitar a internação tem que obrigatoriamente ser de primeiro grau.

Além disso, é obrigatório que o nome do paciente seja encaminhado para o Ministério Público Estadual em 72h para o responsável técnico do estabelecimento.

Internação compulsória

Essa internação é totalmente determinada pela justiça e pela legislação em relação aos dependentes químicos e todo o processo de internação do sujeito.

Ao decretar a internação, o Juiz responsável levará em conta as condições do estabelecimento e segurança dos pacientes e dos funcionários.

Como funciona uma clínica para dependentes químicos?

Uma clínica de tratamento para dependentes químicos busca levar para o paciente uma vida com tranquilidade e paz longe de qualquer tipo de droga que ele possa ter utilizado.

Tudo que o paciente vive dentro da clínica é pensado para levar até ele uma rotina renovada com bons hábitos. Nesse sentido, a clínica oferece diversos tipos de tratamentos para os dependentes químicos.

Sendo assim, a clínica para dependentes químicos promove a desintoxicação, conscientização e reassociação do indivíduo na sociedade.

Desintoxicação

Primeiramente, o indivíduo passa por este processo para acabar com a necessidade do corpo do mesmo de ingerir essas substâncias no cotidiano. Então com métodos pensados, os profissionais vão aos poucos diminuindo a quantidade de substância que o indivíduo vai usar.

É isso mesmo! Porque se o usuário parar de utilizar abruptamente uma determinada substância, o corpo não vai responder de forma positiva e possivelmente ele vai sofrer uma abstinência.

Sendo assim, esse processo é extremamente necessário para que o usuário deixe de ser um dependente e não precise mais utilizar qualquer entorpecente.

Conscientização

A parte psicológica do paciente é muito importante para que quando ele sair do tratamento, ele conheça todas as situações que podem levá-lo novamente a se tornar dependente químico.

Nesse sentido, a clínica usa métodos para construir um pensamento no indivíduo de saber lidar com os problemas sem ter que recorrer aos entorpecentes.

Quando esse passo estiver completo, o agora ex-usuário vai passar pela última etapa rumo à auto dependência.

Ressocialização

A parte final do tratamento é onde o indivíduo é reintegrado à família e a sociedade de forma que coloque em prática seus novos valores e defesas que o tratamento construiu com o tempo.

Sendo assim, junto dos familiares o indivíduo pode construir uma perspectiva de uma vida longe de qualquer droga.

Quanto tempo um dependente químico passa em uma clínica?

De acordo com pesquisas médicas, um dependente químico deve permanecer em tratamento de 60 a 180 dias, ou seja, de 2 a 6 meses.

Esse período de tempo pode variar dependendo do paciente em questão, devemos nos salientar que o dependente químico deve passar por processos de tratamentos psicológicos. Esses tratamentos podem variar de paciente para paciente.

Qual é o valor de uma clínica particular?

Existem sim, casos em que o dependente químico é internado de forma gratuita pelo consentimento da família e do médico que acompanha a situação. Porém, uma clínica particular pode ter mais vantagens para os pacientes.

O valor de custo das internações é de R$600 e vão até R$8 mil. Esse valor varia de acordo com o nível dos aparelhos, condição do estabelecimento e tratamentos utilizados.

Devemos lembrar que os tratamentos que as instituições públicas oferecem tem suas limitações e que em alguns casos de dependência, é necessário um tratamento mais caro.

Sendo assim, pode ocorrer de ser necessário a internação do indivíduo em uma clínica particular para que ele possa realizar seu tratamento.

Veja Também: Clínicas de Recuperação baixo custo

Como internar um dependente químico de graça pelo SUS?

O SUS (Sistema Único de Saúde) é um órgão da saúde pública que atende milhares de brasileiros que não têm condições de pagar qualquer programa ou tratamento de saúde particular.

Sendo assim, de acordo com informações é possível conseguir alguma vaga para a internação de um dependente químico de graça. Porém não é muito fácil conseguir uma vaga.

Até porque, sendo um serviço gratuito, muitas pessoas tentam conseguir internar seus familiares que sejam dependentes de qualquer tipo de droga.

Então veja como você pode fazer para tentar conseguir uma vaga no SUS:

Primeiro você deve comparecer até um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS). Se sua cidade não possuir uma instituição desse tipo, vá a um posto de saúde e informe.

O paciente passará por uma avaliação e tratamento. Depois disso, será determinado se ele precisará ser internado ou não pelos profissionais médicos.

O que fazer no caso de não internação?

Nesse caso, você pode recorrer ao governo para achar uma vaga para o dependente químico ou pagar o tratamento do mesmo em uma clínica particular.

Isso ocorre em casos claros que o dependente químico não pode viver em sociedade e traz riscos para todos à sua volta.

Nesse sentido, o governo tenta achar uma vaga pelo SUS para que o paciente, se for de urgência, tenha uma vaga para realizar o tratamento.

Além disso, pode ocorrer de o governo pagar a internação e você conseguir internar um dependente químico de graça em uma clínica particular.

No entanto, vale lembrar que a ida ou não de um dependente químico que consegue, mesmo com dificuldades, conviver em sociedade, deve ser algo optativo.

Dessa forma, os próprios especialistas indicam não forçar o dependente a ir, e sim procurar despertar nele o desejo.

Mesmo que muitas vezes seja algo difícil, o tratamento terá resultados muito mais eficazes e certeiros, quando o dependente tem a vontade de vencer o vício e mudar sua qualidade de vida.

A internação gratuita em uma Clínica de Recuperação é um recurso para pessoas que não possuem condições financeiras para arcar com os custos. Consulte.
Encontre as melhores clínicas de recuperação do Brasil

Considerações finais

Se você tinha dúvidas a respeito se é possível internar um dependente químico de graça, saiba que graças ao sistema de saúde, isso se tornou uma realidade.

Nesse sentido, não deixe de procurar uma melhora na qualidade de vida de uma pessoa que está dependente seja de drogas ou álcool.

Julgar ou tentar fazer o tratamento caseiro quase nunca será tão eficaz quando a ajuda de um lugar profissional, e que tenha pessoas preparadas para isso.

Então, não deixe de procurar uma clínica de recuperação para dependentes químicos, mesmo que seja uma das opções gratuitas. Nos vemos em breve.

Compare listings

Comparar