(44) 991557195 - PR

WhatsApp 24 horas

(35) 99869-4147 - MG

WhatsApp 24 horas

(11) 96262-2008 - SP

Atendimento 24 horas

Comparar listagens

Como faço para internar um dependente químico?

Como faço para internar um dependente químico?

Muitas famílias possuem dúvidas a respeito de como internar um dependente químico, afinal, quando o mesmo não reconhece o problema que tem, torna-se muito difícil conseguir que ele busque tratamento por conta própria.

Quando um dependente químico demonstra resistência para ser tratado, isso costuma causar muitos atritos entre ele e seus familiares, o que traz um desgaste maior ainda a todos.

Para internar um dependente químico não existe apenas a internação voluntária, que é aquela quando o próprio dependente sabe que possui um problema e deseja trata-lo.

Com a internação involuntária, torna-se possível internar esse dependente químico mesmo contra a vontade ou consentimento dele, o que permite que muitas famílias possam ajudar seus familiares com essa doença.

Visando mostrar um pouco mais a respeito de como fazer para internar um dependente químico, esse artigo tem o intuito de trazer tudo sobre esse importante tema.

Quer saber mais? Então não deixe de acompanhar o texto até o final!

 

Fale com nossos especialistas! Atendimento 24 horas.

Descubra como nossos consultores podem ajudar você ou seu ente querido a selecionar um tratamento de reabilitação adequado. A avaliação por telefone exigirá apenas 5 a 10 minutos do seu tempo. Isso ajudará você a saber sua posição em termos de opções de reabilitação em sua área local. 

Fale com nossos especialista! Atendimento 24 horas.

 

Tipos de internação de um dependente químico

A primeira coisa que precisa ser vista aqui nesse texto é a respeito dos tipos de internação de um dependente químico, que vai desde aquela com o consentimento do mesmo até a que é feito por uma ordem judicial.

Conheça um pouco mais a respeito de cada uma delas a seguir!

 

Internação voluntária de dependentes

A primeira forma de internação de dependentes químicos é a voluntária, que nada mais é do que aquela em que o próprio indivíduo, percebendo o problema que possui, busca por auxílio para solucioná-lo.

A internação voluntária é, portanto, realiza através do próprio consentimento do dependente químico, mas a família também deve auxiliar, até mesmo para que ele não desista do seu propósito.

Após ser avaliado e admitido em uma clínica de reabilitação, depois de passar pelo aval do médico responsável, o dependente químico deve assinar um termo em que deixa claro que está sendo internado com o próprio consentimento.

No caso da alta desse paciente, que se internou voluntariamente, ele também deve assinar um termo deixando claro que está requisitando sua saída da clínica por vontade própria.

A alta do paciente, nesses casos, também pode ser dada pelo próprio médico da clínica, ao perceber que o mesmo está plenamente reabilitado.

 

Internação involuntária de dependentes

A principal forma de você conseguir internar um dependente químico é através da internação involuntária em uma clínica de reabilitação.

Esse tipo de internação independe da vontade ou do consentimento do dependente químico, podendo ser requisitada por um familiar ou ainda por um responsável legal.

Para que a internação seja aceita, entretanto, é preciso primeiro que o dependente passe por uma avaliação médica, em que irá ser emitido um laudo atestando a necessidade de internação.

A internação involuntária é uma última opção de tratamento, quando o dependente químico não demonstrou melhora em nenhuma outra opção e não deseja buscar auxílio por conta própria, não entendendo que possui uma doença.

Assim, esse tipo de internação visa garantir o bem-estar do próprio dependente, além também de reduzir os riscos para as pessoas próximas a ele.

Sempre é importante ressaltar que a clínica onde o dependente químico será instalado precisa avisar, em até 72 horas, o Ministério Público Estadual sobre a internação.

Esse aviso pode ser dado via comunicado e também pelo envio do laudo médico que atesta a necessidade da internação.

No caso da alta do paciente, ela pode ser requisitada por um familiar ou responsável, ou ainda pelo médico da instituição em que o dependente está internado.

Entretanto, jamais o próprio dependente químico pode solicitar sua alta quando é internado de forma involuntária.

Por último, também é importante deixar claro que a internação involuntária, no momento da alta do paciente, também exige a comunicação ao MPE pela clínica responsável.

 

Internação compulsória do dependente

A última forma de internação de um dependente químico é por meio da internação compulsória, que é aquela realizada por meio de uma ordem judicial.

Esse tipo de internação independe da vontade não só do próprio dependente, mas também até mesmo da sua própria família.

De uma forma geral, essa ordem é realizada por um juiz quando um dependente químico é flagrado cometendo algum ato ilegal sob uso de alguma substância química.

Para que o juiz possa tomar a decisão final que leva o indivíduo à internação compulsória em uma clínica de reabilitação, entretanto, é necessário a existência de um laudo médico.

Esse laudo médico irá determinar se o dependente químico realmente necessita da internação como tratamento, e após a emissão do mesmo o juiz emite sua ordem judicial embasada.

No caso da alta de um paciente internado de modo compulsório, apenas o médico, através de um laudo atestando a possibilidade de o dependente está reabilitado, poderá ter poder para requerê-la.

 

Dicas de como internar um dependente químico

Agora que você viu algumas importantes informações a respeito das principais formas de se internar um dependente químico, é hora de ver algumas dicas que podem auxiliar nesse processo.

Veja a seguir quais são elas!

 

Faça uma intervenção com o dependente

Antes que você venha a tomar a decisão de requisitar a internação involuntária do dependente químico, é importante realizar uma intervenção com ele, na forma de uma reunião com pessoas próximas.

Aliás, a escolha das pessoas corretas e da melhor abordagem a ser usada pode fazer toda a diferença no convencimento do indivíduo de que ele precisa de tratamento.

É preciso, dentro dessa reunião, mostrar algumas das principais consequências do não tratamento de um dependente químico, demonstrando todos os prejuízos que esse tipo de vício pode ocasionar na vida dele.

Essa demonstração, claro, deve basear-se sempre em fatos e jamais deve soar como uma forma de intimidação ou de ameaça para o dependente químico.

 

Demonstre seu apoio a ele

Na maior parte das vezes, o dependente químico sente-se muito isolado, até mesmo porque ele mesmo vai distanciando-se, pelo uso das substâncias químicas, da família.

É por isso que demonstrar o apoio familiar pode fazer muita diferença para que ele possa, a partir desse momento, sentir-se amado, apoiado e encorajado a buscar tratamento da maneira necessária.

Você deve aproveitar esse momento para garantir que o vínculo entre a família e o dependente químico será fortalecido, o que irá permitir que ele venha a criar uma maior confiança.

Tudo isso vai ser muito importante para convencer esse indivíduo de que ele precisa de um tratamento em uma clínica de reabilitação, aceitando a ajuda necessária que ele negou por tanto tempo.

Isso deixa muito claro que se você deseja auxiliar um dependente químico para conseguir interna-lo, jamais deve tentar o confronto e demonstrar falta de apoio.

 

Mostre os benefícios da internação

Muitos dependentes químicos ainda resistem a uma internação por possuírem uma visão ultrapassada sobre esses locais, que antigamente realmente não tinham o tipo de tratamento mais adequado.

Isso mudou bastante nos últimos séculos e, atualmente, é possível ter o mais humanístico e eficaz tratamento em clínicas de reabilitação de confiança.

Para garantir que você conseguir internar um dependente químico, torna-se muito importante demonstrar os benefícios da internação e do tratamento, de modo que ele possa entender tudo o que irá conseguir ao aderir ao mesmo.

É nesse ponto que é importante buscar ir com o dependente até uma clínica de reabilitação, mostrando a ele como funciona, como é o local e tudo o que ele irá ter à disposição e de suporte da equipe.

Hoje em dia, a maior parte das clínicas, além do tratamento convencional, ainda conta com outras opções, como prática de atividades físicas e formas de entretenimento, como salões de jogos, áreas de lazer e piscinas.

Por tudo isso, mostrar os benefícios que a internação em uma clínica pode trazer para a vida do dependente químico é uma das melhores formas de conseguir interna-lo.

Aliás, durante essa conversa você pode ficar sabendo qual é o tipo de substância que ele utiliza, o que ajudará ele a entender o tratamento que poderá ser indicado para ele na clínica, de acordo com o vício que possui.

Tudo isso faz muita diferença para que seja possível convencer e levar uma pessoa com dependência química ao tratamento necessário e à recuperação esperada.

 

Conclusão

Como você viu, muitas famílias possuem pessoas que sofrem com a dependência química, mas não sabem o que fazer para ajudá-las a tratar-se corretamente, até porque na maior parte das vezes há um afastamento natural do indivíduo.

Neste texto, mostramos a você quais são as formas principais de internação de um dependente químico em uma clínica de reabilitação, o que é importante de ser compreendido.

Além disso, você ainda pôde ver algumas dicas essenciais para conseguir convencer um dependente químico a internar-se, de modo que ele possa vir a ter o tratamento indicado para reabilitar-se de vez do vício que possui.

O Grupo Encontre Clínicas poderá lhe auxiliar a encontrar a melhor clínica de recuperação para dependentes químicos!

Gostou do artigo de hoje sobre como faço para internar um dependente químico?

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.

 

Fale com nossos especialistas! Atendimento 24 horas.

Descubra como nossos consultores podem ajudar você ou seu ente querido a selecionar um tratamento de reabilitação adequado. A avaliação por telefone exigirá apenas 5 a 10 minutos do seu tempo. Isso ajudará você a saber sua posição em termos de opções de reabilitação em sua área local. 

Fale com nossos especialista! Atendimento 24 horas.

Entre em contato para marcar uma pequena triagem de aproximadamente 5 a 10 minutos com a nossa equipe. Nós do Grupo Encontre Clinicas, trabalhamos com muito amor, dedicação e interesse real em ajudar nossos pacientes a serem tratados, para que após o tratamento,  eles possam ser uma pessoa restaurada e cheia de vontade de realizar seus sonhos e viver novamente.

 

 

img

Paulo Esidio Junior

Sou o Paulo Esidio diretor do Grupo Encontre Clínicas, e terapeuta especialista em dependência química a mais de 15 anos fazendo aconselhamento e encaminhamento para centros terapêuticos em todo o Brasil

    Posts relacionados

    Como funciona um centro de reabilitação?

    Uma dúvida que surge tanto para quem sofre com a dependência química, como também para quem tem...

    Continue lendo
    por Paulo Esidio Junior

    Clínica de recuperação é confiável: como saber ?

    Uma dúvida muito comum de quem possui na família um dependente químico é sobre como é...

    Continue lendo
    por Paulo Esidio Junior

    Como funciona o tratamento para viciado em drogas?

    Uma das maiores dúvidas de quem possui um dependente químico em casa é sobre como funciona o...

    Continue lendo
    por Paulo Esidio Junior

    Participe da discussão