Resgate 24 horas em todo território nacional. +55 44 99155-7195

Matéria do Bem Paraná mostra os diferentes aspectos da Maconha

A matéria do Bem Paraná mostra os diferentes aspectos da maconha e curiosidades à respeito da droga popular e que muitos não têm medo sequer de provar.

Uma Matéria do Bem Paraná mostra os diferentes aspectos da Maconha, assim como curiosidades, as quais muitas pessoas não têm medo de provar.

Essa planta provoca uma sensação de bem estar e relaxamento, alucinações, fome descontrolada, larica, risadas, olhos vermelhos e outras sensações que as pessoas descrevem como “engraçadas”.

No entanto, assim como toda substância química, ela pode trazer uma série de problemas ao corpo, prejudicando diretamente a saúde de um indivíduo.

Por fim, para você entender melhor, veja a seguir tudo sobre o uso da substância, mostrando aquilo retratado na matéria, e como ela pode se tornar ofensiva ao ser humano e sociedade.

Drogas na sociedade

Não é de hoje que as drogas estão presentes na sociedade.

Dessa forma, você precisa saber que ela possui uma finalidade terapêutica, usada como uma opção para que mulheres não sentissem menos dor no parto, por exemplo.

Além disso, da mesma forma que o álcool, presente na humanidade há mais de 7000 anos, as drogas também são extremamente antigas.

Mas, ao contrário do álcool, que necessita de um processo de fermentação e produção, drogas encontradas naturalmente na natureza, como a Cannabis ativa. No entanto, elas eram utilizadas de outras formas, com fins específicos, como comemorações de guerra e rituais religiosos.

Assim, por mais que as pessoas as usassem demais algumas vezes, o uso de drogas não era ilícito, ou mesmo prejudicial, já que as pessoas utilizam as plantas para fins específicos.

Mas, se usadas em excesso, e de forma errada, não haveria recurso terapêutico algum, mas sim uma sensação de desconforto e de “estar doente” depois.

No livro de Tarso Araújo, “Almanaque das Drogas”, um dos primeiros capítulos conta a história das drogas ao longo da evolução da civilização.

Há citação interessante nele: “os gregos compartilham a noção de que nenhuma droga é boa, ou má em si. O perigo está no excesso.”

Um novo tempo, uma nova relação com as drogas

Entretanto, já evoluímos para uma era capitalista, a qual foi e é essencial para disseminar produtos lícitos e ilícitos, com o excesso fazendo parte da normalidade da vida e a perda do senso de controle sendo comum.

A infelizmente e a falta de sentido da vida, assim como o estresse e a frustração, estão sendo descontados no uso exagerado e ilegal de substâncias psicoativas, sendo as mais comuns a cannabis ativa e o álcool.

A Matéria do Bem Paraná mostra os diferentes aspectos da Maconha, demonstrando quais são os fatos mais importantes sobre a maconha, ajudando leigos a entender o impacto do uso da droga.

Muitas pessoas ficam desesperadas quando descobrem que um filho, por exemplo, usa drogas, imaginando as piores consequências, outras, ao contrário, somente ignoram e passam pano para a situação acreditando que nada irá acontecer.

Os dois extremos são ruins, pois deve-se abordar o tema, que precisa ser conversado, e, em determinados casos, necessitando de uma intervenção clínica.

O vício em maconha

Algumas pessoas que usam maconha desenvolvem o vício, o que significa que são incapazes de parar de usar maconha, mesmo que esteja causando problemas de saúde e sociais em suas vidas.

Um estudo estimou que aproximadamente 3 em cada 10 pessoas que usam maconha têm transtorno de uso de maconha.

Além disso, outro estudo estimou que as pessoas que usam cannabis têm cerca de 10% de probabilidade de se tornarem viciadas.

Dessa forma, o risco de desenvolver transtorno do uso da maconha é maior em pessoas que começam a usar maconha durante a juventude ou adolescência e que usam maconha com mais frequência.

Pessoas viciadas em maconha também podem estar em maior risco de outras consequências negativas, como problemas com atenção, memória e aprendizado.

Além disso, elas podem precisar usar mais e mais maconha ou maiores concentrações de maconha ao longo do tempo para experimentar uma “alta”.

Quanto maior a quantidade de tetrahidrocanabinol (THC) na maconha (ou seja, a concentração ou força), mais fortes os efeitos que a maconha pode ter no cérebro. A quantidade de THC na maconha aumentou nas últimas décadas.

Diante disso, por isso que é extremamente importante o tratamento adequado, principalmente quando o uso da maconha já se tornou um vício.

Até porque, será com um tratamento contra a dependência da maconha, que se tornará possível uma recuperação apropriada a tal vício.

E, saiba que hoje nós do Encontre Clínicas de Reabilitação somos referência quando o assunto é tratamento especializado contra a dependência de maconha.

Garanta agora um tratamento adequado e direcionado ao vício.

Entre em contato conosco agora mesmo pelos canais:

(44) 31382122

(11) 96262-2008

Compare listings

Comparar