Resgate 24 horas em todo território nacional. +55 44 9155-7195

O que um dependente químico é capaz de fazer?

Saiba o que um dependente químico é capaz de fazer no consumo de drogas ou álcool, encontre tratamento especializado mais perto de você. Consulte-nos.

Dependentes químicos e alcoólatras podem, frequentemente, cometer atitudes pautadas em coisas distantes da realidade, em decorrência do efeito das substâncias que afetam o sistema nervoso e ocasionam transtornos mentais.

Desse modo, alucinações se tornam problemas comumente enfrentados por pessoas viciadas nas drogas e em bebidas alcoólicas.

As consequências dos efeitos do vício podem resultar, também, em problemas no trânsito e outras situações que podem colocar em risco a vida do viciado e de muitas outras pessoas, que podem ser próximas ou desconhecidas.

Largar o vício é fundamental para evitar uma série de transtornos e a internação em uma clínica de recuperação é de suma importância nesse processo.

Drogas que causam alucinações

A alucinação é caracterizada pelo rompimento do indivíduo com a realidade.

É comum que o viciado ouça e veja sons e cenas criadas pela mente, mas que são entendidas, por ele, como completamente reais.

As alucinações podem ser causadas por drogas como a maconha, cocaína e LSD, mas não são apenas elas que são consideradas alucinógenas.

Combinação de drogas com doenças mentais

Depressão, esquizofrenia, estado de euforia, transtorno afetivo bipolar. Todos os problemas mentais listados possuem ligação com o uso das drogas.

Com base nisso, convém a observação acerca de cada uma dessas doenças mentais.

Depressão

Estado de tristeza profunda e completo desânimo para desempenhar as atividades cotidianas. Em casos graves, pode levar ao suicídio.

O uso das drogas pode agravar esse problema, pois após os efeitos da droga no organismo, o dependente químico tende a ficar deprimido e com vontade de consumir mais a substância química.

Esquizofrenia

A esquizofrenia é uma doença mental fundamentada na presença de alucinações, tendo como principais sintomas a criação, pela mente, de cenários que parecem reais e podem conter vozes e imagens, podendo gerar reações inesperadas diante de situações tristes e alegres.

Importa dizer que a maconha, considerada inofensiva por grande parte dos usuários, está entre as principais drogas associadas à esquizofrenia.

Euforia

É o estado de alegria excessiva e, no que diz respeito à dependência química, é causada pelas drogas estimulantes como o crack e a cocaína, pois chegam ao sistema nervoso afetando a percepção do indivíduo sobre as situações que vivencia.

Com isso, os risos constantes acabam fazendo com que o viciado perca a noção de perigo e de medo, o que pode influenciar atitudes negativas, causando brigas, conflitos e confusões.

Transtorno afetivo bipolar

Também conhecido como mania ou hipomania, caracteriza-se pela alternância entre os estados de euforia e depressão.

Esse transtorno pode ser acentuado com o uso das drogas.

Combinação de álcool e drogas

Primeiramente, vale destacar que o álcool e as drogas possuem diversas consequências em comum.

Ambas as substâncias possuem a característica de causar dependência e de causar transtornos mentais ao indivíduo, como a depressão, alucinações, além de também serem responsáveis pela realização de atitudes que, sem o auxílio dos efeitos do álcool ou das drogas, não seriam concretizadas.

É comum que uma pessoa bêbada ou sob os efeitos da droga chegue em casa e agrida seus familiares, culpando-os por causar situações que o tiram do sério, quando, na verdade, o motivo de seu estresse e agressividade estão completamente relacionados ao uso de drogas e álcool.

Além disso, ambos acarretam riscos à saúde mental e física do usuário e quando combinados, o resultado são danos ao coração, o que pode ocasionar infartos.

Ademais, a combinação dessas substâncias acarreta alucinações e dificuldade de compreender as situações, o que, quando atrelado à direção, pode causar acidentes graves de trânsito e até mesmo mortes.

Acidentes de trânsito causados por pessoas alcoolizadas ou drogadas

Cada tipo de droga causa um efeito na mente do indivíduo, capaz de dificultar a realização de diversas atividades, como dirigir.

Maconha

Tem como principais sintomas à mente, alucinações, desequilíbrios e dificuldade de perceber o tempo e o espaço.

Crack

Causa tremores, euforia, e menor aptidão física e mental.

Cocaína

Provoca perda de memória e dificuldade de concentração.

Dirigir sob os efeitos das drogas

Com base nesses sintomas, dirigir sob os efeitos do uso dessas substâncias ocasiona acidentes e pode provocar a morte.

Dirigir sob os efeitos do álcool

Tal qual as drogas, todos os tipos de bebidas alcoólicas ocasionam algum dano ao sistema nervoso, o que dificulta ou impede a direção de um veículo.

Os efeitos do álcool são perda de reflexo, problemas associados à atenção e a sonolência.

Tudo isso afeta, e muito, na hora de conduzir um automóvel, o que pode causar acidentes na estrada.

Violência doméstica causada por álcool e drogas

Os efeitos das drogas e do álcool também são responsáveis por quadros de violência doméstica.

Portanto, é comum ouvir que o marido bêbado agrediu a esposa e os filhos.

Pessoas sob o efeito das drogas também são propícias a cometerem maiores violências contra pais e cônjuge com a finalidade de conseguir dinheiro ou de conseguir maior liberdade para continuar fazendo uso das substâncias.

Como as drogas conduzem as pessoas para a criminalidade

O dependente químico sente prazer, quase que unicamente, durante o período que está sob efeito da droga.

Assim, quando ela acaba, surge a vontade de consumir mais, pois, muitas vezes, o indivíduo faz uso das drogas com o objetivo de se ver livre dos seus problemas e angústias, e então, ficar algum tempo sem usar a droga significa, para eles, ficar a sós com seus próprios medos e tristezas.

Logo, por falta de dinheiro, é comum que o dependente não consiga consumir tanta droga quanto gostaria.

A partir daí, o dependente tenta vender os bens que possui para alimentar o vício.

Contudo, em determinado momento, todas as formas para conseguir dinheiro, de uma forma mais honesta, parecem se esgotar.

Por isso, o viciado recorre ao crime. Geralmente, começa ameaçando familiares e conhecidos, exigindo dinheiro.

Depois disso, começa a assaltar comércios e cidadãos de bem.

Geralmente, é desse modo que o viciado começa sua jornada na vida do crime.

Quem usa drogas sabe o que está fazendo?

No primeiro momento, é comum que saiba, mas por influência e estímulos dos amigos, acaba experimentando algum tipo de droga e esquecendo das consequências disso.

Com o passar do tempo, os efeitos das drogas começam a falar mais alto, fazendo com que o indivíduo perca a noção do que está fazendo com a própria vida e saúde.

Imagine um jovem que vem usando drogas há um tempo, pois não tem a capacidade de enxergar os problemas que enfrenta em seu cotidiano, e decidiu, por estímulo dos amigos, fazer uso das drogas ilícitas.

Esse jovem furta dinheiro dos pais, que trabalham duro para garantir o sustento de uma família, com o objetivo de manter o vício.

Ele também está sofrendo alguns efeitos desse consumo em sua saúde

Você acredita que ele está em plena consciência?

Acredita que um jovem, que provavelmente não foi alertado sobre os riscos da dependência química, fortemente estimulado por amigos a entrar no vício e que furta dinheiro dos pais sabe sobre o que está fazendo com sua vida?

Por isso, projetos que apresentem solução para os problemas do vício são essenciais!

Quem usa droga esquece o que fez?

A cocaína é uma das drogas que provoca o esquecimento.

É comum que dependentes químicos cometam atitudes ruins, como ameaçar conhecidos e familiares, e em poucos dias ou até mesmo, horas, esqueçam-se disso.

Tal situação pode gerar consequências ruins, como falta de compromissos e ações baseadas apenas no impulso, sem considerar os erros do passado.

A pessoa esquece o que faz quando está alcoolizada?

O consumo de bebidas alcoólicas também ocasiona danos à saúde do indivíduo, pois o álcool costuma afetar seriamente o sistema nervoso, quando consumido em grande quantidade.

Isso dificulta a aprendizagem com os erros do passado, pois como a pessoa não se lembra do que ocorreu anteriormente, acaba repetindo situações ruins que poderiam ser evitadas por conta da experiência que possui.

É possível que ao estar alcoolizada, a pessoa não se recorde de muitas coisas ou tenha lembranças distorcidas sobre acontecimentos do passado.

Como internar um viciado ou alcoólatra da família?

Para que haja o abandono total de um vício, a internação em uma clínica de reabilitação é essencial, pois garante progressos ao paciente.

O processo de reabilitação em uma clínica de tratamento leva cerca de 180 dias, podendo variar de acordo com a condição física e mental do paciente.

Uma clínica proporcionará uma vasta equipe médica e psicológica para o adicto, que poderá compartilhar suas ideias e seus sentimentos em conversas com psicólogos.

Além disso, a presença de outros pacientes que também desejam largar o vício colabora para que o dependente se sinta inserido em uma comunidade e entenda que ele não é o único que cometeu erros por estar sujeito à dependência.

Há três formas de internar um dependente químico ou alcoólatra, sendo elas:

Internação voluntária

Acontece quando o adicto reconhece os conflitos que afetam sua vida por conta do uso das drogas ou do álcool e decide se internar em uma clínica de recuperação.

Logo, esse processo ocorre com o consentimento e vontade do viciado.

Internação involuntária

Quando o viciado apresenta resistência a ideia de ser internado em uma clínica de reabilitação, mas a família ou responsável legal julga que é a melhor opção para o abandono do vício.

Um laudo médico poderá ser solicitado, para que assim, seja possível a internação do adicto.

Internação compulsória

Ocorre por decisão judicial, quando o dependente químico ou alcoólatra apresenta risco para sociedade, por conta de roubos, furtos e atitudes psicopatas, ou para si mesmo, caso sua saúde esteja muito debilitada pelo uso de alguma substância.

Assuntos relacionados

Precisando de Ajuda ? Grupo Encontre Clínicas

Se você entende que a única saída para ajudar uma pessoa da sua família que se tornou violenta por causa do uso de álcool ou drogas, não demore mais para tomar uma decisão.

Infelizmente, quando uma pessoa começa a perder o controle sobre suas emoções, dificilmente conseguirá retomar a normalidade sozinha e a internação é essencial para que ela tenha a oportunidade de recuperar sua consciência e autocontrole.

Entre em contato com a nossa equipe para tirar suas dúvidas sobre a internação involuntária e nós te ajudaremos a compreender quais são as medidas médicas e legais que você precisa tomar para se ver livre das situações de violência e ajudar a pessoa que você ama a voltar a ter uma vida digna, honesta e distante das drogas e do álcool.

Nossos telefones são (44) 99155-7195 e (11) 96262-2008 (WhatsApp). Estamos esperando seu contato.

Atendimento para viciado em drogas e álcool
Atendimento para dependentes químicos e alcoólatras

Compare listings

Comparar