Resgate 24 horas em todo território nacional. +55 44 99155-7195

Quais os riscos do cigarro eletrônico para a saúde?

quais os riscos do cigarro eletronico para a saude

Você conhece os riscos do cigarro eletrônico para a saúde? Ao contrário do que muitos imaginam, segundo a Associação Brasileira de Medicina, esses dispositivos são tão nocivos quanto os cigarros tradicionais.

O uso desse equipamento vem aumentando em todo o mundo, principalmente entre os jovens. Isso porque ele se tornou popular, moderno e uma alternativa inofensiva. A verdade é que a maioria das pessoas acredita que por ser eletrônico ele não causa danos pela inalação.

Inclusive, durante alguns anos, o “cigarro sem chamas” chegou a ser utilizado como uma alternativa para reduzir o consumo do tabaco. Ou seja, as pessoas começaram a usar esses dispositivos para acabar com o vício da nicotina.

O que muitos não sabem é que o cigarro eletrônico também pode causar vício com facilidade.  Além disso, os danos causados por esses dispositivos são iguais ou até piores que os cigarros tradicionais.

O que a OMS diz sobre o uso de cigarro eletrônico?

Diante do cenário atual de uso dos cigarros eletrônicos, a OMS (Organização Mundial da Saúde), pediu que o uso deste dispositivo seja regulamentado. Segundo a instituição, o cigarro eletrônico deveria ser tratado da mesma forma que o tabaco.

Outra recomendação é que seja proibida a comercialização do cigarro eletrônico saborizado. Isso porque, o sabor mascara as substâncias nocivas presentes no dispositivo.

Inclusive hoje, desde 2009, a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) proibiu a venda de cigarros eletrônicos no Brasil, sendo inclusive um dos principais objetos de apreensão diária por parte da Receita Federal do Brasil, que tenta realizar o controle de entrada e produção desses dispositivos.

Todas essas recomendações  possuem o objetivo de conscientizar a população sobre os riscos de utilizar esse tipo de cigarro com frequência. 

Além disso, a retirada dos modelos com sabores ajuda a reduzir o consumo por aqueles que gostam apenas da experiência.

O que vai dentro do cigarro eletrônico?

A composição do dispositivo eletrônico contém uma bateria, uma resistência e um reservatório. 

Ao ser acionado, a bateria é ligada aquecendo a resistência e, consequentemente, gerando o líquido presente no reservatório.

Esse líquido se torna vapor e é inalado pelos usuários. Neste líquido estão presentes em principal as seguintes substâncias: nicotina, propilenoglicol e glicerol

Além disso, os cigarros eletrônicos podem conter saborizadores e outras substâncias carcinogênicas.

Todas essas substâncias podem causar danos aos pulmões e ao sistema circulatório, onde apesar de ser vendido como uma solução mais “leve” que o cigarro comum (tradicional), ele pode causar danos rapidamente ao sistema respiratório, proporcionando a médio e longo prazo, diversas complicações.

Qual a diferença do cigarro eletrônico para o vaper?

O vaper é um tipo de cigarro eletrônico. A diferença está na estética do produto, mas no fundo funcionam com o mesmo mecanismo.

A única diferença está nos diversos modelos de cigarro eletrônico disponíveis no mercado. Existem opções mais antigas que se parecem com uma caneta e que até disfarçam bem para quem não deseja falar sobre o uso desses dispositivos.

Já o vaper é um termo mais moderno que acompanha um visual parecido com um pendrive. Ele pode ser encontrado em formatos, tamanhos e até cores diferentes. A estética parece muito com a de um acessório qualquer ou algo inofensivo.

Quantos cigarros equivalem a um cigarro eletrônico?

Um cigarro eletrônico ou vaper, como também é chamado, permite que o usuário de 200 tragadas. Isso equivale a 20 cigarros tradicionais e esse não é o único problema do dispositivo.

O tipo de nicotina utilizada no líquido original do vaper é muito semelhante a nicotina na sua forma natural. Por isso, o usuário consegue usar o produto por muito mais tempo que o cigarro sem sentir desconforto.

Assim a frequência e a concentração de nicotina e diversas outras substâncias tóxicas para o organismo é muito maior.  A cor, o modelo e os sabores ainda colaboram com a imagem de ser um produto sem riscos para a saúde, o que aumenta o consumo.

Leia também: Qual é a pior droga e qual o efeito no corpo e na mente?

Cigarro eletrônico faz mal?

Os principais riscos do cigarro eletrônico para a saúde estão relacionados ao seu uso prolongado. Com pouco tempo de uso do aparelho o usuário se torna dependente com um vício similar ao do cigarro tradicional.

Além disso, a necessidade de nicotina  é crescente entre os consumidores do cigarro eletrônico. Isso pode desencadear o consumo de cigarros de tabaco para satisfazer o vício.

Sintomas como depressão e impotência já estão sendo associados ao consumo desses dispositivos. 

E ainda temos que falar sobre os riscos do cigarro para a saúde ligados a doenças crônicas, como por exemplo, câncer de pulmão, asma, aneurismas, problemas cardíacos e diversos outros danos irreversíveis.

Veja também: Ibogaína: o que é e efeitos colaterais do tratamento

Como se livrar do vício em vaper?

Infelizmente, a dependência do vaper, principalmente por ser considerado como o “cigarro da moda”, vem sendo algo que cresce a cada dia.

Segundo uma pesquisa realizada IPEC (Inteligência de Pesquisa e Consultoria), o país tinha dois milhões de usuários de vape em 2022, número com tendência de aumento a cada ano, mesmo sendo um equipamento de venda proibida, aumentando os casos de complicações e mortes devido ao dispositivo.

E, por possuir substâncias com características viciantes, a melhor e mais eficiente forma de deixar a dependência química dele é buscando por tratamento especializado.

Vale a pena ler também: Como apoiar o filho durante e após o tratamento?

Atualmente, já existem no Brasil, diversas clínicas de reabilitação especializada no tratamento contra a dependência de cigarro eletrônico, com profissionais especializados e capacitados a oferecer soluções médicas eficientes.

Inclusive, desde que tratado com brevidade, a dependência do vaper e cigarro eletrônico é um ponto reversível, e que às vezes, em um curto espaço de terapia, pode ser solucionado.

Ficou interessado em oferecer o melhor e mais eficiente tratamento contra essa dependência? Nós podemos te ajudar! 

Fale agora com um de nossos especialistas e encontre a melhor clínica de reabilitação mais próxima de você.

Compare listings

Comparar