Melhores Clinicas de Recuperação em São Paulo e em todo Brasil

Sintomas de ansiedade podem causar dependência química?

Como simples sintomas de ansiedade podem levar uma pessoa para a dependência química, e onde encontrar tratamento especializado, Confira !!!

Como simples sintomas de ansiedade podem levar uma pessoa para a dependência química?

Caracterizada como o mal do século atual, a ansiedade é um sintoma que desencadeia várias doenças, entretanto, como simples sintomas de ansiedade podem levar uma pessoa para a dependência química, depressão, bipolaridade e outras doenças mais graves? Como um processo natural do organismo pode entrar em looping e provocar todos esses transtornos mentais?

A ansiedade é algo natural do organismo, ela existe, pois, é um meio de sobrevivência. É algo que o nosso organismo cria para justamente nos deixar em estado de alerta contra possíveis perigos. No passado, na época em que nosso cérebro foi moldado, era o estado de ansiedade e medo que fizeram com que nós estivéssemos no topo da cadeia alimentar atualmente, pois conseguimos prever possíveis ataques de predadores.

Porém, com a evolução da humanidade, e com a mesma transformando o ambiente, muitas das necessidades fisiológicas do passado foram se transformando. Da necessidade da caça às compras em supermercado, da obrigação migratória à globalização, dos vilarejos à megalópoles, do princípio da fala à multilinguagem.

Fizemos um maravilhoso trabalho de transformação do mundo exigindo cada vez mais de nós mesmos. E esse trabalho que foi árduo de milênios até as gerações atuais foi fruto de extremo empenho, políticas públicas e trabalho árduo. Entretanto, com a era da iniciação tecnológica e com a corrida por desenvolvimento, somos incitados a cada vez mais trabalhar e conquistar.

Esse tipo de “premissa” incitada culturalmente e pelos meios de comunicação, infelizmente faz com que foquemos demais no trabalho e perdemos o prazer em viver a vida de maneira sutil. A ansiedade entra exatamente aí, e nós do Encontre Clínicas sabemos bem como simples sintomas de ansiedade podem levar uma pessoa para a dependência química.

Indivíduos que são dependentes químicos ou além de dependentes possuem uma comorbidade seja ela TAB, TAG ou esquizofrenia, possuem quadros de ansiedade elevados e acima da média de uma pessoa normal. É comum também encontrar a ansiedade como precursora de transtornos alimentares como obesidade e anorexia.

Sendo assim, vamos nortear nossa matéria focando na ansiedade como precursora dessas doenças, o porque estamos tão ansiosos, quando a ansiedade está ligada ao consumo de substâncias psicoativas, porque a dependência química e ansiedade andam de mãos dadas e como amenizar os sintomas e realizar um tratamento adequado e efetivo.

Por que estamos ficando tão ansiosos?

De uns tempos para cá, com a evolução da indústria de tecnologia e com uma corrida por desenvolvimento urbano, humano e social, estamos cada vez mais presos a preceitos impostos pela sociedade atual. Toda vez que saímos da zona de conforto e adentramos em guerras, há uma mobilização para se recorrer a um árduo trabalho com o intuito de superar o adversário.

Apesar de parecer irrelevante falar sobre esse tipo de assunto nesse artigo, falar sobre o desenvolvimento humano na era pós primeira e segunda guerra é algo primordial para o entendimento do porque estamos tão ansiosos atualmente e como simples sintomas de ansiedade podem levar uma pessoa para a dependência química.

Sendo assim, a revolução industrial do século XX e as guerras; primeiras e segunda guerras mundiais juntamente com a guerra fria; foram agentes precursores de mudanças na maneira como administramos o nosso tempo e ambiente ao redor

Estudar arduamente, ter boas notas, trabalhar, fazer faculdade, pós-graduação, trabalhar mais ainda, ter carro, filhos, casa, renda extra, ações, investimento, viajar o mundo, redes sociais e outras “necessidades” são premissas pregadas pela indústria do consumo na era capitalista atual resultantes dos conflitos do século XX.

Com 7,8 bilhões de pessoas em um mundo globalizado, onde todos concorrem a um espaço, trabalho e posteriormente renda, fica cada vez mais desgastante viver e competir com outros indivíduos. Os problemas começam surgir e, o cérebro liga um sinal de alerta, a ansiedade.

Augusto Cury em seu livro “Ansiedade o mal do Século” exprime em suas ideias que essa alta concorrência e a falta de consciência de classe, aliado ao sistema capitalista, faz com que nós criemos uma preocupação muito grande perante o futuro. E essa preocupação ativa mais ainda a ansiedade.

Transtornos, Dependência Química e Ansiedade

A dependência química é, desde 2001, considerada pela OMS como uma doença de cunho mental. Um transtorno da mente humana, onde uma substância psicoativa em questão, independentemente de licitude, domina a vida da pessoa.

Entretanto, existe um conjunto de fatores que estão aliados ao desenvolvimento da doença da dependência química em um indivíduo conjuntamente a processos que envolvem a ansiedade em questão. Comportamentos adictivos, traumas, comorbidades e até mesmo outros transtornos como TAG e TAB, e personalidade borderline.

  1. Comportamentos Adictivos

São comportamentos compulsivos e obsessivos que fazem com que o indivíduo recorra a ações que inibam as sensações de desconforto. Dentro do contexto da drogadicção a compulsividade da substância é um tipo de comportamento adictivo, sendo assim, princípio da denominação para pessoas que são viciadas ou consideradas “adictas” .

  1. Traumas

Os traumas também são precursores de processos ansiosos que geram sensações terríveis. Eles surgem em decorrência de uma sensação negativa muito forte e criam um looping de ansiedade quando se revive a mesma. Sendo assim um simples sintoma de ansiedade pode levar a dependência química especialmente se estiver ligado a um trauma.

  1. Comorbidades

Doenças mentais também podem levar à dependência química. É comum em pessoas que possuem esquizofrenia não diagnosticada terem um apego à drogas depressoras do sistema nervoso central, como o álcool por exemplo. Com o intuito de cessar as psicoses auditivas e visuais a pessoa, através de uma crise de ansiedade, utiliza da substância de maneira compulsiva.

  1. Transtorno de Ansiedade Generalizada

A TAG é extremamente comum, como o próprio nome diz, ela é precursora de processos que envolvem a dependência química e outras doenças. Entretanto a TAG é muito comum e é uma das doenças frequentemente citadas por Augusto Cury em suas literaturas. Outra curiosidade importante é que algumas pessoas que são dependentes químicas, podem desenvolver TAG o que fomenta o ciclo de abuso químico.

  1. Transtorno Afetivo Bipolar

O transtorno bipolar é outra doença em que a pessoa diagnosticada, tem uma dificuldade grande de manter o humor estável. São pessoas que têm altos e baixos frequentes e que têm altos níveis de ansiedade dentro dos episódios de mania. Depressão, mania de perseguição, ansiedade grave e TOC ‘s, estão presentes na bipolaridade e consequentemente as drogas também como forma de alívio.

  1. Personalidade Borderline

O transtorno de personalidade borderline é algo que se deve ter uma atenção extrema. Como o bipolar, o borderline segue o mesmo princípio de alteração do humor, todavia a mudança é muito mais brusca e é rápida. Em um piscar de olhos a felicidade se torna em tristeza e posteriormente em depressão. Com uma síndrome de pensamentos acelerados fomentando ainda mais processos ansiosos, têm uma tendência gigantesca ao abuso sem limites de drogas.

Encontre Clínicas e Tratamento

Já estamos tão acostumados a ajudar milhares de famílias que sequer sabem como recorrer a tratamento, que isso já se tornou rotina para nós do Grupo Encontre Clínicas. Sabemos que ser dependente químico não é fácil. Corrói o usuário mental e fisicamente, e a família vai sendo aos poucos digerida também pela doença.

Entretanto, nós compreendemos como simples sintomas de ansiedade podem levar uma pessoa para a dependência química. Sabemos como a ansiedade faz mal para quem a sente com frequência e quanto está de mãos dadas a indivíduos adictos. Dessa forma, pedimos para nossos leitores desta matéria informativa que deem uma oportunidade para si mesmos.

Por fim procurem um médico, psicólogo, ou melhor ainda, entre em contato conosco que explicaremos como funcionam as clínicas de recuperação e como você pode realizar a internação de quem você ama. Dentro desses estabelecimentos os dependentes químicos têm a oportunidade de olhar para si mesmos e tentar compreender o que os leva a recorrer ao uso da substância. Identificar processos ansiosos é, de maneira clara, realizar o tratamento de dentro para fora.

Compare listings

Comparar