Resgate 24 horas em todo território nacional. +55 44 99155-7195

Sintomas do alcoolismo e sinais de alerta

Compreender os sintomas e efeitos do alcoolismo pode ajudá-lo a reconhecer quando alguém que você ama precisa de ajuda. fale com de nossos especialistas, atendimento 24hr

Muitas pessoas que lutam contra o uso de álcool realmente não acham que têm um problema. Mas na maioria das vezes, amigos e entes queridos ao seu redor podem ver os sintomas do alcoolismo escancarando um grande problema.

Se você acha que as pessoas ficam no seu caso sobre beber ou se pergunta se o seu consumo se tornou problemático, então você precisa ler este artigo.

Até porque, o alcoolismo traz consigo uma série de sintomas e alertas importantes, mas que muitas pessoas acabam deixando de lado.

Portanto, para você entender a gravidade desse problema, e ficar atento ao vício, nesse artigo falaremos sobre os principais sintomas do alcoolismo e sinais de alertas que são dados e talvez não se perceba.

Sintomas do alcoolismo e sinais de alerta

1. Beber quantidades excessivas de álcool

O consumo social ou moderado é definido como não mais do que um a dois drinques por dia para a maioria das pessoas, dependendo do peso corporal e do sexo. Então, o consumo social ou moderado pode ser problemático se causar efeitos colaterais indesejáveis.

Porque quando as pessoas tomam cinco ou mais bebidas em um dia, é considerado consumo excessivo de álcool. Dessa maneira, muitos alcoólatras acabam bebendo muito mais do que isso.

Assim, não é incomum que indivíduos com alcoolismo avançado tomem uma dúzia de bebidas ou mais por dia.

No entanto, o problema de beber geralmente começa lentamente e muitos bebedores acham que precisam beber quantidades crescentes para sentir os efeitos originais do consumo de álcool.

Por fim, não é à toa que esse é um dos sintomas do alcoolismo mais fácil de se identificar.

2. Perda de controle ao beber

Em algum momento, muitas pessoas que lutam contra o alcoolismo prometem a si mesmas ou a outras pessoas que vão reduzir o  consumo de álcool.

No entanto, saiba que essas pessoas, sem a ajuda adequada, como uma clínica de reabilitação, raramente são capazes de manter essa promessa.

Então, não podem parar de beber quando atingem uma certa quantidade. Nem tampouco pensam no futuro sobre as consequências de beber demais. Uma vez que eles começam a beber, eles continuam até ficarem completamente intoxicados.

3. Uso persistente de álcool apesar da consciência dos problemas

Perceber uma doença ou receber os papéis do divórcio pode não ser suficiente para fazer um alcoólatra mudar sua vida. Os alcoólatras são muitas vezes informados dos problemas causados ​​pelo consumo de álcool. Logo, eles podem se sentir impotentes para mudar.

Outros indivíduos podem estar tão envolvidos em sua negação que não entendem o impacto total dessas consequências.

Então, sua espiral descendente continua porque eles perdem o controle e a perspectiva.

Desse modo, pode ser cada vez mais difícil enfrentar os problemas causados ​​pela bebida, mas é possível curar, por mais graves que sejam os problemas.

4. Muito tempo gasto em atividades relacionadas ao álcool

Os alcoólatras passam muito tempo envolvidos em atividades relacionadas ao álcool. Eles também podem negligenciar quase tudo o que importa para eles.

Portanto, compromissos familiares, exigências de trabalho, obrigações financeiras, hobbies, cuidados com a casa e a propriedade, todas essas atividades são deixadas de lado.

Um alcoólatra muitas vezes defenderá suas ações, pois ignora os sintomas do alcoolismo, dizendo que precisa relaxar ou que ninguém entende seus problemas.

Esse é um dos principais fatos sobre o alcoolismo que muitas pessoas acabam não levando em consideração.

5. Experimentando sintomas de abstinência

Os sintomas de abstinência de álcool se desenvolvem quando um bebedor pesado interrompe repentinamente todo o uso de álcool.

Alguns sintomas físicos incluem náuseas, vômitos, insônia, taquicardia, sudorese, dores de cabeça e tremores.

Mas, uma pessoa também pode sentir fadiga, sintomas de depressão, dificuldade de concentração, irritabilidade ou ansiedade. Desse modo, qualquer pessoa com sintomas do alcoolismo graves de abstinência, como febre, desmaios, alucinações ou convulsões, deve procurar ajuda médica imediatamente.

6. Maior tolerância ao álcool

Depois de beber excessivamente por algum tempo, o corpo de uma pessoa desenvolve uma tolerância ao álcool.

Dessa forma, isso ocorre quando os bebedores precisam consumir mais álcool para sentir o mesmo efeito que sentiram antes.

Muitos alcoólatras pensam que não têm problema porque nem sempre se sentem bêbados quando bebem.

Dessa maneira, eles ainda causam muitos danos ao corpo, apesar da falta de se sentirem prejudicados ou intoxicados.

Quando os sintomas do alcoolismo se somam?

Quais foram seus resultados? Se você encontrou apenas um pouco de verdade neste artigo, considere como a bebida está afetando sua vida. Então, pode ser hora de fazer algumas perguntas sobre ficar sóbrio.

Logo, pense nos problemas a curto e longo prazo que podem vir a acontecer com você por causa do alcoolismo, como:

  • Dores de cabeça
  • Problemas respiratórios
  • Julgamento prejudicado
  • Visão e audição distorcidas
  • Náusea
  • Apagões
  • Psoríase
  • Depressão
  • Dano cerebral permanente
  • Pancreatite crônica
  • Transtornos de ansiedade
  • Comprometimento neurológico
  • Cirrose do fígado
  • Problemas sexuais
  • Tremores nas mãos
  • Sistema imunológico comprometido
  • Pressão alta
  • Gastrite
  • Danos nos nervos
  • Desnutrição
  • Deficiência de vitamina B1

Além, é claro, de acidentes que você pode causar a si mesmo, como quedas, queimaduras e afogamentos, ou acidentes que podem afetar outras pessoas, como acidentes de carro, que, por causa do álcool, ceifam tantas vidas no Brasil e no mundo.

O que devo fazer ajudar um alcoólatra?

Se alguém próximo a você estiver apresentando sinais de dependência de álcool, com sintomas do alcoolismo, pode ser difícil saber o que fazer. Em vista disso, você pode se sentir preocupado com eles, frustrado por não parecerem querer ajuda ou assustado por eles ou mesmo por eles.

Mas todos esses sentimentos são normais e há ajuda tanto para os alcoólatras quanto para aqueles que cuidam deles.

Converse honestamente com seu ente querido sobre o hábito de beber e tente convencê-lo a consultar um médico. Pode ser muito difícil para os alcoólatras admitir que têm um problema, mas ser solidário, aberto e sem julgamentos pode fazê-los sentir-se seguros.

Além disso, não deixe de buscar ajuda de profissionais que realmente possam atender e ajudar a solucionar esse problema.

Aqui no Grupo Encontre Clinicas de Reabilitação, você consegue encontrar os melhores profissionais especialistas para vícios como o alcoolismo.

Estamos com as melhores clinicas e familiares para estudar os fatores que levaram o alcoolismo, e identificar qual tratamento será mais eficaz.

Claro, tudo com respeito e muita humanidade.

Entre em contato conosco e marque uma avaliação gratuita agora mesmo!

Compare listings

Comparar