Resgate 24 horas em todo território nacional. +55 44 99155-7195

Internação para alcoólatras: Qual o tempo mínimo?

O tempo mínimo de internação para alcoólatras é importante para tratamento que funcione e o dependente consiga ter o seu bem-estar de volta.

O tempo mínimo de internação para alcoólatras é importante para um tratamento que funcione e o dependente consiga ter o seu bem-estar de volta.

No entanto, muitos não sabem como o processo funciona e acabam deixando de tratar seus parentes, pensando principalmente que é necessário anos e anos para obter sucesso em uma internação, seja para alcoólatras, dependentes químicos e dentre outros.

Dessa forma, no texto a seguir iremos explicar como funciona o tratamento que busca melhorar a vida do dependente químico.

O alcoolismo é um problema de saúde pública e afeta muito a vida da família e da vítima. Portanto, uma maneira encontrada para solucionar o problema é por meio da internação.

Mas, para uma internação ser bem sucedida ela precisa de um tempo mínimo.

Processo da internação

O tempo mínimo de internação para alcoólatras começa já na chegada. O tratamento contra o vício em álcool começa com a chamada desintoxicação do dependente químico.

Afinal, caso você não saiba, não se pode eliminar um vício se esse item estiver dentro do corpo da vítima.

Assim, durante os primeiros 15 dias de internação o paciente precisa ficar totalmente longe da substância. É durante esse período que o corpo elimina completamente todo resquício de álcool.

Então, após isso começam os diversos tipos de tratamento que são recomendados para acabar com o vício.

Porém, após a desintoxicação entra um processo mais especifico e que pode variar de pessoa para pessoa, uma vez que será aqui onde vai tratar o psicológico desses pacientes.

Até porque, se livrar do vício precisa ser algo tratado no corpo, e também no psicológico. O seu corpo precisa reconhecer a necessidade dessa mudança.

Fatores que influenciam no tempo mínimo de internação para alcoólatras

Falar de um tempo mínimo de internação para alcoólatras é complicado. Pois, tudo é bem variável e depende de caso a caso.

Um dos primeiros fatores que influenciam diretamente na recuperação dos casos de alcoolismo é o tempo do vício.

O alcoolismo é um vício destrutivo e em alguns casos o paciente não sabe que está doente. Por conta da facilidade de consumir a substância e até mesmo da glória por trás disso.

Dessa forma, é preciso primeiro compreender que ir contra o vício é trabalhoso e dolorido. E pode levar de poucos meses até muitos anos para curar o vício.

Além disso, existem diversos fatores que podem complicar, para quem quer saber qual o tempo mínimo de internação para alcoólatras.

Alguns desses fatores são:

  • Tipo de dependência;
  • Resistencia do paciente;
  • Resposta do sistema imunológico
  • Local de internação;
  • E dentre outros.

Paciente e o tratamento

Um fator que influencia, conforme você viu, diretamente no tratamento contra o vício em álcool, é o paciente. Talvez essa seja a principal questão que determina o tempo de duração do tratamento.

A saúde geral do portador do vício influencia diretamente no tempo mínimo de internação para alcoólatras.

Ou seja, caso o paciente esteja muito debilitado e com o corpo com uma grande necessidade pelo álcool, vai demorar bastante até ocorrer uma recuperação total.

Além disso, o paciente pode estar tão acometido pela dependência que não vai conseguir se desintoxicar em pouco tempo. Ademais, outras necessidades podem surgir como até mesmo precisar de alguns medicamentos.

Assim sendo, a depender desses fatores o tempo mínimo de internação para alcoólatras pode oscilar bastante.

Qual o tempo mínimo de internação para alcoólatras?

Por fim, já que não sabemos exatamente quanto tempo pode durar o processo, qual o tempo mínimo de internação para alcoólatras?

Primeiramente, existe um tempo mínimo que as clínicas adotaram para ajudar na cura do vício em álcool. O prazo principal é de 3 – 6 meses, estipulado no momento em que o paciente entra na clínica. Nesse tempo, todos os passos do tratamento estão incluídos.

Todavia, existem outros modelos de tratamento que variam de 1 mês à 4 meses. Ademais, ainda existe a opção de o paciente escolher ser tratado à distância.

No entanto, claro, que tudo isso acaba estando sujeita a alterações, a depender de uma série de fatores.

Por que seguir o tempo mínimo de internação para alcoólatras

Para o tratamento contra o alcoolismo funcionar, ele precisa ser seguido à risca. Entretanto, a recuperação e a luta contra o álcool são para o resto da vida.

Dessa forma, seguir o tempo mínimo de internação para alcoólatra é apenas o primeiro passo. Ainda é necessário seguir os tratamentos indicados no pós-internação.

Evitar o álcool é uma luta diária e constante para os alcoólatras.

Seja em prazos de 30 a 180 dias, o tempo mínimo de internação para alcoólatras é a forma de iniciar uma “cura” efetiva.

Como ter um tempo de internação menor?

A principal forma de ter um tempo de internação menor, é sempre também procurar uma clínica de reabilitação adequada.

Isso porque, conforme você viu nos motivos, o local do tratamento está sim relacionado a qual o tempo mínimo de internação para alcoólatras.

Logo, quanto mais apoio e profissionalismo a clínica tiver, maiores serão os resultados, e menor será o tempo da internação.

Inclusive, esse é um dos motivos pelo qual o Grupo Encontre Clínicas de Reabilitação foi criado, na intenção de ajudar você, a encontrar a melhor clínica de reabilitação.

Dessa forma, independentemente do tipo de vício que acomete seu ente querido, amigo ou familiar, saiba que procurar por bons profissionais é ideal.

Conosco você evita ter problemas, e consegue garantir o melhor tratamento, adquirindo bem-estar e um novo estilo de vida, se livrando do álcool.

Entre em contato agora mesmo com o nosso WhatsApp e agente uma avaliação.

Estamos ansiosos para te atender!

Compare listings

Comparar