Resgate 24 horas em todo território nacional. +55 44 99155-7195

Tratamento da dependência química: Como deve ser feito?

Como deve ser feito tratamento para dependência química? Veja a seguir os princípios a serem seguidos que ajudam na recuperação, Confira!

O vício é uma doença complexa, mas tratável, que afeta a função cerebral e o comportamento.

Mas, como deve ser feito o tratamento da dependência química? Essa é uma dúvida bastante comum, e que infelizmente, poucas são as pessoas que falam a fundo sobre isso.

Por fim, para entender sobre o tratamento para dependência química, veja a seguir:

Cada tratamento é único

As drogas de abuso alteram a estrutura e a função do cérebro, resultando em mudanças persistentes por muito tempo após o início da recuperação.

Desse modo, isso pode explicar por que os usuários de drogas correm o risco de recaída mesmo após longos períodos de abstinência e apesar das consequências potencialmente devastadoras.

O tratamento da dependência química varia de acordo com o tipo de medicamento e as características dos pacientes.

Além disso, combinar os ambientes de tratamento, intervenções e serviços aos problemas e necessidades particulares de um indivíduo é fundamental para seu sucesso final em retornar ao funcionamento produtivo na família, no local de trabalho e na sociedade.

O tratamento precisa estar prontamente disponível 

Como os indivíduos toxicodependentes podem ter dúvidas sobre o início do tratamento, é fundamental aproveitar os serviços disponíveis no momento em que as pessoas estão prontas para o tratamento.

Nesse sentido, pacientes em potencial podem ser perdidos se o tratamento não estiver imediatamente disponível ou prontamente acessível.

Assim como em outras doenças crônicas, quanto mais precoce for o tratamento no processo da doença, maior a probabilidade de resultados positivos.

O tratamento eficaz atende às múltiplas necessidades do indivíduo, não apenas ao abuso de drogas

Para ser eficaz, o tratamento deve abordar o abuso de drogas do indivíduo e quaisquer problemas médicos, psicológicos, sociais, vocacionais e legais associados.

Além disso, você precisa saber que o tratamento deverá cumprir os requisitos de idade, sexo e dentre outras coisas.

Até porque, cada pessoa possui um perfil diferente, devendo ser um tratamento adequado a necessidade daquele indivíduo.

Permanecer em tratamento por um período de tempo adequado é fundamental

A duração apropriada para um indivíduo depende do tipo e grau dos problemas e necessidades do paciente.

Assim, pesquisas indicam que a maioria dos indivíduos viciados precisa de pelo menos 3 meses de tratamento para reduzir ou interromper significativamente o uso de drogas e que os melhores resultados ocorrem com durações mais longas de tratamento.

Além disso, a recuperação da dependência de drogas é um processo de longo prazo e frequentemente requer vários episódios de tratamento.

Tudo isso tal como acontece com outras doenças crônicas, recaídas ao abuso de drogas podem ocorrer e sinalizam a necessidade de restabelecimento do tratamento.

Como os indivíduos geralmente abandonam o tratamento prematuramente, os programas devem incluir estratégias para envolver e manter os pacientes em tratamento.

As terapias são as formas mais usadas de tratamento do abuso de drogas  

As terapias comportamentais variam em seu foco e podem envolver abordar a motivação do paciente para mudar, fornecer incentivos para a abstinência, desenvolver habilidades para resistir ao uso de drogas, substituir as atividades de uso de drogas por atividades construtivas e recompensadoras, melhorar as habilidades de resolução de problemas e facilitar melhores relacionamentos interpessoais.

Além disso, a participação em terapia de grupo e outros programas de apoio durante e após o tratamento da dependência química pode ajudar na abstinência.

Os medicamentos são um elemento importante do tratamento para muitos pacientes

Os medicamentos podem ser grandes aliados, especialmente quando combinados com aconselhamento e outras terapias comportamentais.

Por exemplo, metadona, buprenorfina e naltrexona (incluindo uma nova formulação de ação prolongada) são eficazes para ajudar indivíduos viciados em heroína ou outros opioides a estabilizar suas vidas e reduzir o uso de drogas ilícitas.

Além disso, Acamprosato, dissulfiram e naltrexona são medicamentos aprovados para o tratamento da dependência de álcool.

Para pessoas viciadas em nicotina, um produto de reposição de nicotina (disponível como adesivos, gomas, pastilhas ou spray nasal) ou um medicamento oral (como bupropiona ou vareniclina) pode ser um componente eficaz do tratamento quando parte de um programa de tratamento comportamental abrangente.

No entanto, lembrando sempre que todo medicamento será ministrado com base na atual necessidade daquele paciente.

O plano de tratamento e serviços de um indivíduo deve estar em constante mudança

Um paciente pode precisar de combinações variadas de serviços e componentes de tratamento durante o curso do tratamento e recuperação.

Desse modo, além de aconselhamento ou psicoterapia, um paciente pode precisar de medicação, serviços médicos, terapia familiar, instrução parental, reabilitação vocacional e/ou serviços sociais e jurídicos.

Por fim, para muitos pacientes, uma abordagem de cuidados continuados fornece os melhores resultados, com a intensidade do tratamento da dependência química variando de acordo com as necessidades de mudança de uma pessoa.

Muitos indivíduos viciados em drogas também têm outros transtornos mentais

Como o abuso e a dependência de drogas, ambos são transtornos mentais, muitas vezes ocorrem concomitantemente com outras doenças mentais, os pacientes que apresentam uma condição devem ser avaliados quanto à(s) outra(s).

Além disso, e quando esses problemas ocorrem concomitantemente, o tratamento da dependência química deve abordar ambos (ou todos), incluindo o uso de medicamentos conforme apropriado.

A desintoxicação medicamente assistida é apenas o primeiro estágio do tratamento da dependência e, por si só, pouco faz para mudar o abuso de drogas a longo prazo.

Embora a desintoxicação medicamente assistida possa controlar com segurança os sintomas físicos agudos da abstinência e possa, para alguns, abrir caminho para o tratamento eficaz da dependência de longo prazo, a desintoxicação sozinha raramente é suficiente para ajudar os indivíduos viciados a alcançar a abstinência a longo prazo.

Assim, os pacientes devem ser encorajados a continuar o tratamento medicamentoso após a desintoxicação.

Por fim, o aprimoramento motivacional e as estratégias de incentivo, iniciadas na admissão inicial do paciente, podem melhorar o envolvimento com o tratamento da dependência química.

Como encontrar o melhor tratamento para dependência química?

Está sofrendo ou conhece alguém que infelizmente passa pela dependência química? O primeiro passo é a reabilitação.

Dessa forma, para encontrar o melhor tratamento para dependência química, não deixe de contar conosco do Grupo Encontre Clínicas.

Até porque, nada adianta saber como deve ser feito o tratamento para dependência química, se o local não traz o suporte adequado ao bom tratamento.

Nesse sentido, para ter acesso a melhor clínica para o tratamento contra a dependência química, entre em contato conosco agora mesmo e juntos vamos encontrar a melhor opção mais perto de você.

Tudo para garantir um tratamento rápido e eficaz!

Estamos prontos para te atender.

5/5 - (4 votes)

Compare listings

Comparar