Resgate 24 horas em todo território nacional.

Principais Doenças causadas pelo alcoolismo

Fique por dentro das principais doenças causadas pelo alcoolismo e onde encontrar ajuda especializada. As melhores clínicas de recuperação para alcoólatras


O abuso ou dependência de álcool pode ter uma série de impactos negativos na vida de uma pessoa – desde sociais, psicológicos e econômicos. Mas entre os mais graves estão os efeitos do uso crônico e excessivo de álcool no corpo humano.

Isso significa que qualquer quantidade de álcool não é segura? Não necessariamente. Mas se você achar que às vezes bebe demais ou com muita frequência, é importante estar ciente dos riscos.

Este artigo discutirá algumas das principais doenças causadas pelo alcoolismo  e como você pode se proteger.

Fique por dentro das principais doenças causadas pelo alcoolismo e onde encontrar ajuda especializada. As melhores clínicas de recuperação para alcoólatras

Álcool e seu corpo 

Quando uma pessoa bebe álcool, ele é absorvido pelo estômago ou intestino delgado e entra na corrente sanguínea. Em seguida, é gradualmente processado e removido pelo fígado.

Em pequenas quantidades, um fígado saudável tem poucos problemas para quebrar e eliminar o álcool. Mas quando você bebe excessivamente, o fígado pode ficar para trás. O acúmulo de álcool resultante em seu sistema é o que causa a sensação de intoxicação e também pode causar estresse em vários órgãos e sistemas vitais do corpo resultando em uma dessas principais doenças causadas pelo alcoolismo.

À medida que o álcool se decompõe , ele também gera uma série de subprodutos tóxicos e cada um deles pode causar danos a vários tecidos do corpo.

Em outras palavras, apesar dos efeitos agradáveis que o álcool pode ter em pequenas quantidades, é uma substância tóxica. Quanto mais você bebe, mais desgaste você coloca em seu sistema e mais provável é que seja desenvolvido uma doença causada pelo álcool.

Mas quais doenças são causadas pelo álcool? E quanto álcool o coloca em risco? 

Abaixo estão algumas das principais doenças causadas pelo alcoolismo as mais comuns bem como as mais graves:

Cirrose alcoólica ou transtorno por uso de álcool, são doenças causadas pelo alcoolismo diretamente. Isso significa que beber é a causa exata. Alguns, como câncer e doenças cardíacas, estão indiretamente ligados. Isso significa que o álcool aumenta o risco geral, em combinação com outros fatores. No entanto cada uma dessas doenças é um motivo importante para limitar o seu consumo e, ao beber, preste muita atenção ao seu bem-estar geral.

Doença hepática

Talvez o impacto mais conhecido do abuso de álcool no corpo seja o dano ao fígado.

O fígado desempenha muitas funções importantes em nosso corpo, incluindo metabolismo de drogas, remoção de resíduos, armazenamento de energia e produção de fator de coagulação. O fígado também é incrivelmente resiliente e às vezes pode se regenerar após ser danificado.

Mas mesmo esse órgão milagroso tem seus limites. Como principal via para a degradação do álcool, o fígado sofre um grande impacto com o consumo excessivo de álcool. As doenças causadas pelo alcoolismo ao fígado ocorrem ao longo de um espectro , com diferentes níveis de gravidade:

  • Doença do fígado gorduroso – os depósitos de gordura aumentam o tamanho do fígado e prejudicam o funcionamento normal
  • Hepatite alcoólica – ocorre inflamação e morte celular
  • Cirrose – Cicatriz severa, que pode evoluir para insuficiência hepática

Embora alguns estágios da doença hepática possam ser reversíveis, a cirrose costuma ter um prognóstico ruim e pode exigir um transplante de fígado. A doença hepática é a 11ª principal causa de morte nos Estados Unidos, e as estimativas em 2018 mostraram que quase 48 por cento de todas as mortes foi por uma doença causada pelo álcool.

Câncer

O álcool é classificado como um carcinógeno humano conhecido e está ligado a várias formas de câncer, incluindo:

  • Câncer de mama
  • Câncer colorretal
  • Cânceres da boca e garganta
  • Câncer de laringe
  • Câncer de esôfago
  • Câncer de fígado

Considerando os efeitos negativos gerais do álcool no fígado, este último pode não ser surpreendente.

 Mas como exatamente o álcool aumenta o risco de câncer em geral?

Isso pode acontecer de várias maneiras. As toxinas produzidas durante a degradação do álcool podem danificar o DNA e as proteínas, levando ao crescimento celular anormal. Beber pesadamente também pode levar a uma diminuição da absorção de nutrientes essenciais, aumento dos níveis de estrogênio e danos às células existentes. Existem outras ligações indiretas, incluindo o impacto do álcool na obesidade.

O volume médio de álcool que você consome parece ser o maior fator nessa conexão, então qualquer redução na quantidade que você bem como algum familiar ou ente querido seu bebe pode fazer a diferença.

Condições Cardiovasculares

Frequentemente ouvimos que o vinho tinto é bom para a saúde do coração, mas isso pode ser enganoso. Embora algumas evidências mostrem que o consumo moderado de álcool pode reduzir o risco de doenças cardíacas , o consumo excessivo de álcool têm exatamente o efeito oposto.

Embora ainda não entendamos completamente como o álcool danifica o coração , o acúmulo de acetaldeído e de radicais livres provavelmente desempenha um papel. Eles podem causar danos celulares e inflamação, prejudicar a condução e colocar pressão no tecido cardíaco, levando a problemas como:

  • Ataque cardíaco e derrame
  • Hipertensão
  • Insuficiência cardíaca
  • Cardiomiopatia (dilatação do coração)
  • Arritmias

Pancreatite

O pâncreas tem duas responsabilidades principais: Produz enzimas digestivas que decompõem os alimentos e secreta insulina para manter os níveis de açúcar no sangue.

Embora o fígado faça a maior parte do trabalho de processamento do álcool, o pâncreas também desempenha um papel importante . Os subprodutos tóxicos do álcool podem danificar as células responsáveis pela produção de enzimas do pâncreas. Isso pode causar uma doença inflamatória conhecida como pancreatite.

A pancreatite pode ocorrer como um episódio agudo, seguido de recuperação, ou tornar-se uma condição crônica. Dor abdominal moderada a intensa é o sintoma mais comum. Em alguns casos, a pancreatite pode levar a complicações fatais, incluindo infecções, danos a outros órgãos e câncer.

Pancreatite crônica é a mais comum doença causada pelo álcool e a segunda causa principal de pancreatite aguda. Quatro ou mais drinques por dia podem aumentar significativamente o risco dessa doença.

Diabetes

Tal como acontece com as doenças cardíacas, o álcool e a diabetes têm uma relação complicada. Estudos sugerem que o consumo excessivo de álcool aumenta o risco dessa doença, enquanto o consumo moderado de bebidas ocasionais pode realmente ajudar.

Por que essa relação de mão dupla? Parece que pequenas quantidades de álcool podem aumentar a sensibilidade à insulina , tornando mais fácil para você regular o açúcar no sangue. Beber pesado regularmente, por outro lado, pode contribuir para hábitos alimentares inadequados, pressão alta e diminuição da atividade física. Também pode danificar o pâncreas, interrompendo a secreção de insulina.

Em um estudo de dez anos, mulheres entre 25 e 42 anos de idade que beberam pelo menos 30 gramas por dia de bebidas destiladas tiveram 2,5 vezes o risco de desenvolver diabetes, em comparação com aquelas que não o fizeram. Em outro estudo, pessoas que tomaram três ou mais doses por dia apresentaram um aumento de 43% no diabetes em comparação com pessoas que bebiam moderadamente.

Problemas neurológicos

Beber demais tem certos efeitos óbvios e imediatos no cérebro – desde um equilíbrio ruim, a fala arrastada e lapsos de memória. No entanto, geralmente desapareçam rapidamente na manhã seguinte, o consumo crônico de álcool pode causar danos cerebrais graves e duradouros em algumas pessoas. Esses problemas incluem:

  • Epilepsia – convulsões induzidas por álcool são frequentemente associadas à abstinência, mas o consumo excessivo de álcool também pode levar a convulsões que não têm nada a ver com “peru frio”. Uma meta-análise mostrou um aumento de mais de duas vezes no risco geral de epilepsia para bebedores pesados, em comparação com os abstêmios.
  • Síndrome de Wernicke-Korsakoff – Esta doença cerebral debilitante resulta da deficiência de tiamina , um problema nutricional comum no abuso de álcool. Pessoas com esta doença podem apresentar sintomas graves, como perda de memória, danos nos nervos, confusão, má coordenação, distúrbios visuais e psicose.
  • Encefalopatia hepática – a doença hepática induzida pelo álcool pode causar níveis perigosos de amônia no cérebro, levando a uma coordenação inadequada, déficits cognitivos e, em casos graves, coma e até morte.

Transtorno por uso de álcool

O vício em álcool é uma doença (Alcoolismo), e nem é preciso dizer que quanto mais você bebe, maior é o risco de desenvolver esse transtorno.

O consumo de álcool ativa o centro de recompensa no cérebro por meio da liberação de dopamina, aumentando o desejo da pessoa de continuar bebendo. O cérebro tem freios e contrapesos que normalmente controlam esse desejo, mas a exposição crônica ao álcool pode danificá-los. O resultado pode ser a incapacidade de parar de beber, apesar das consequências prejudiciais.

Claro, nem todo mundo que bebe desenvolve esse transtorno. Outros fatores, como genética e bem-estar emocional, podem desempenhar um papel. Mas beber muito sozinho é um fator importante. Com  14,4 milhões de adultos sofrendo de transtorno do uso de álcool em 2018, é importante estar ciente dos riscos do consumo excessivo de álcool e de outras condições graves de saúde a que ele pode levar.

Como prevenir doenças causadas pelo alcoolismo

O uso excessivo de álcool afeta quase todos os sistemas do corpo humano e, quanto mais você consome, mais severo é o impacto. Se você está preocupado com o fato de que beber pode estar causando problemas de saúde entre em contato conosco!

 Uma internação em uma clinica de recuperação para alcoólatra é uma forma de reduzir ou parar de beber sem virar sua vida de cabeça para baixo. Nossas unidades oferecem suporte abrangente, incluindo atendimento médico especializado com prescrições de medicamentos anti-craving e grupos terapêuticos diários . Os pacientes devidamente orientados por nossa equipe Muldisciplinar definem juntos os objetivos do tratamento e os ajudamos em cada etapa do caminho.

Agende uma ligação com um membro de nossa equipe para saber mais. 

Descubra como nossos consultores podem ajudar você ou seu ente querido a selecionar um tratamento em uma clínica de recuperação  adequada. Uma avaliação por telefone exige apenas 5 a 10 minutos do seu tempo. Isso ajuda você a saber sua posição em termos de opções de reabilitação em sua área local. 

Compare listings

Comparar