Resgate 24 horas em todo território nacional. +55 44 99155-7195

Como Ajudar um viciado em drogas? Entendendo o abuso de substâncias

Veja, neste artigo, como ajudar um viciado em drogas, algo que está cada vez mais comum na vida dos brasileiros e em todo o mundo.


Você conhece as principais formas de como ajudar um viciado em drogas?

Alguém que você ama tem um problema com drogas? Sejam substâncias ilegais ou medicamentos prescritos, você não pode forçar ninguém a parar de usar drogas.

Mas, você precisa saber que existem maneiras de apoiar sua recuperação e que podem realmente ajudar essa pessoa a largar o vício.

Nós do Grupo Encontre Clínicas de Reabilitação, construímos esse artigo completo onde falaremos tudo sobre como ajudar um viciado em drogas.

Entendendo o abuso de substâncias do seu ente querido

As pessoas começam a usar drogas por muitas razões diferentes. Muitos recorrem a substâncias para lidar com a dor emocional de um problema de saúde mental, como depressão, ansiedade ou TEPT.

Conhecido como automedicação, algumas pessoas podem estar cientes de que têm um problema de saúde mental, mas, são incapazes de encontrar maneiras mais saudáveis ​​de lidar, enquanto outras permanecem sem diagnóstico e usam medicamentos para controlar sintomas específicos.

Outras pessoas recorrem às drogas para mudar como se sentem, para se encaixar ou para aliviar o tédio ou a insatisfação com suas vidas.

Depois, há aqueles cujo abuso de substâncias se desenvolve a partir dos esforços bem-intencionados de um médico para tratar uma condição médica.

De todas as pessoas prescritas opioides para aliviar a dor, por exemplo, as estimativas sugerem que mais de um quarto acabará fazendo uso indevido da droga.

Seja qual for o motivo do seu ente querido para começar, nem todo mundo que usa drogas desenvolve um problema.

Embora as causas exatas do vício não sejam claras, a genética provavelmente desempenha um papel, juntamente com os fatores ambientais.

Enquanto uma pessoa é capaz de usar substâncias sem efeitos prejudiciais, outra descobre que mesmo o uso casual rapidamente se transforma em compulsão e vício, um buraco muito escuro do qual eles podem se sentir impotentes para emergir.

Por isso, é importante entender como ajudar um viciado em drogas.

Como falar com alguém sobre seu abuso de drogas

Iniciar uma conversa com alguém sobre seu vício em drogas nunca é fácil, mas é importante que você venha de um lugar de compaixão e compreensão.

Lembre-se, ninguém se propõe a se tornar um viciado. O abuso de drogas é muitas vezes uma tentativa equivocada de lidar com questões dolorosas ou problemas de saúde mental.

O estresse tende a alimentar o comportamento viciante, então criticá-lo, humilhá-lo ou envergonhá-lo apenas afastará seu ente querido e poderá até encorajá-lo a buscar mais conforto no abuso de substâncias.

Descobrir que alguém que você ama tem um problema com drogas pode gerar sentimentos de choque, medo e raiva, especialmente se for seu filho ou adolescente que está usando.

Essas emoções fortes podem tornar a comunicação com um usuário de drogas ainda mais desafiadora.

Portanto, é importante escolher um momento em que ambos estejam calmos, sóbrios e livres de distrações para conversar.

Então, ofereça sua ajuda e apoio sem julgar.

Não demore

Você não precisa esperar que seu ente querido chegue ao fundo do poço – ser preso, perder o emprego, sofrer uma emergência médica ou se humilhar publicamente – para falar. Quanto mais cedo um vício for tratado, melhor.

Expresse suas preocupações honestamente

Enfatize que você se importa com a pessoa e está preocupado com o bem-estar dela. Ofereça exemplos específicos do comportamento relacionado às drogas de seu ente querido que o deixou preocupado – e seja honesto sobre seus próprios sentimentos.

Ouça

Mesmo quando você não concordar com a pessoa, reserve um tempo para ouvir o que ela tem a dizer, sem tentar argumentar ou contradizê-la.

Quanto mais seu ente querido se sentir ouvido, mais ele o verá como alguém que o apoia, alguém em quem pode confiar.

Esteja preparado para a negação

Seu ente querido pode ficar na defensiva ou com raiva e se recusar a discutir o uso de drogas. Muitas pessoas sentem vergonha quando confrontadas com seu comportamento e tentam negar que têm um problema.

Não discuta com eles, apenas revisite a questão outra vez.

Evite tentar dar sermões, ameaçar, subornar ou punir a pessoa

Ficar com raiva ou fazer apelos emocionais provavelmente só aumentará os sentimentos de culpa do usuário e reforçará sua compulsão ao uso.

Não espere que uma única conversa resolva o problema

Esta provavelmente será a primeira de muitas conversas que você precisará ter sobre o uso de drogas do seu ente querido.

Não há solução rápida para superar o vício. Pode levar várias conversas até que eles reconheçam que têm um problema, o primeiro passo no caminho para a recuperação.

Dicas de como apoiar a recuperação do vício de um ente querido

Não existe uma solução única para superar o vício em drogas, e raramente é um processo rápido ou direto.

Embora você possa apoiar seu ente querido e incentivar o tratamento, não pode forçá-lo a mudar ou controlar sua tomada de decisão.

Deixar que seu ente querido assuma a responsabilidade por seu comportamento e escolhas é um passo importante no caminho para a sobriedade.

Ajuste suas expectativas

Todos são diferentes. A recuperação para uma pessoa pode significar abstinência total de drogas. Por outro, pode significar reduzir ou ficar praticamente livre de drogas.

Ser muito rígido em suas expectativas pode levar à decepção e a uma sensação de fracasso, mesmo que seu ente querido encontre estabilidade em sua vida novamente.

Plano de ajuda para gatilhos e desejos

Seu ente querido precisará encontrar maneiras de lidar com os desejos e os gatilhos das drogas.

Então, você pode ajudar a distraí-los com outras atividades ou incentivá-los a aprender a superar o desejo, mas, em última análise, eles precisam ser responsáveis ​​por sua própria sobriedade.

Incentive-os a explorar novos interesses

Parar de usar drogas pode deixar seu ente querido com muito tempo extra para preencher. Para ajudá-los a evitar voltar aos velhos hábitos, incentive-os a desenvolver novos interesses, que não envolvam drogas, mas que acrescentem significado à sua vida.

Pense em fazer voluntariado, praticar um novo esporte ou hobby, matricular-se em uma aula ou passar um tempo em caminhadas na natureza ou acampar, por exemplo, qualquer coisa que não gere um gatilho para usar.

Aceite a probabilidade de recaída

Apesar de seus esforços e das melhores intenções de seu ente querido, a verdade é que a recuperação muitas vezes envolve recaídas.

Se isso acontecer, incentive a pessoa a se comprometer novamente a ficar limpa e apoie-a enquanto tenta novamente. Tente ser paciente.

Cada recaída é uma oportunidade para seu ente querido aprender com seus erros e encontrar um novo caminho a seguir.

Portanto, entenda isso para saber como ajudar um viciado em drogas.

Incentive seu ente querido a procurar ajuda

Enquanto algumas pessoas conseguem largar as drogas por conta própria, quanto mais ajuda e apoio uma pessoa tiver, maiores serão suas chances de sucesso.

Dessa forma, não é à toa que hoje as clinicas de reabilitação são as melhores opções para quem deseja mudar de vida, e se livrar dos vícios das drogas.

Nesse sentido, incentive e procure junto ao dependente uma clinica de reabilitação adequada para o tratamento.

Hoje, nós do Grupo Encontre Clínicas de Reabilitação, contamos com os melhores profissionais na área, e podemos te ajudar a encontrar a melhor clinica de recuperação mais próxima de você.

Assim, junto com você vamos garantir que o dependente possa ter uma recuperação rápida e de muita qualidade, tendo uma nova oportunidade de viver em harmonia.

Portanto, não deixe de entrar em contato agora mesmo conosco, e fazer uma avaliação gratuita e de qualidade.

Estamos 24 horas por dia prontos para te atender.

Compare listings

Comparar