(44) 991557195 - PR

WhatsApp 24 horas

(35) 99869-4147 - MG

WhatsApp 24 horas

(11) 96262-2008 - SP

Atendimento 24 horas

Comparar listagens

Quanto tempo leva para desintoxicar um dependente químico?

Quanto tempo leva para desintoxicar um dependente químico?

Uma das maiores dúvidas ao se buscar um tratamento para dependência é sobre quanto tempo leva para desintoxicar um dependente químico.

Antes de qualquer coisa é extremamente importante ressaltar que em muitos casos esse indivíduo passou por longos períodos de uso de substâncias viciantes, o que causa modificações cerebrais muito fortes, levando à dependência.

Por isso, é ingênuo pensar que apenas algumas poucas semanas de tratamento já podem trazer resultados positivos em termos de desintoxicação e recuperação total do dependente químico, ainda mais quando não é feito de forma contínua.

Quando o tratamento não é realizado da maneira correta, o mais comum é que dentro de um curto intervalo de tempo o dependente volte a sofrer com o vício que possui, passando a usar novamente a substância em questão.

Assim, levando-se em conta todos esses fatores, esse artigo tem o intuito de mostrar quanto tempo leva até que seja possível desintoxicar um dependente químico.

Quer saber tudo a respeito desse tema? Então não deixe de acompanhar esse texto até o final!

 

Desintoxicação de um dependente químico

Como dito, todo mundo que possui na família uma pessoa que é dependente químico deseja saber quanto tempo leva para conseguir desintoxicá-lo.

Mas será que ao falar sobre a desintoxicação de um dependente químico, essas pessoas estão falando sobre a mesma coisa?

Desintoxicar um dependente químico pode estar relacionado com o próprio ato de desintoxicação de uma determina substância ou ainda com um programa de tratamento que visa a desintoxicação do paciente.

A desintoxicação de substâncias como drogas ilícitas ou mesmo o álcool tem a ver com o processo de limpeza delas do corpo, de modo que o paciente possa ver-se livre e totalmente recuperado.

Além disso, o programa de desintoxicação passa pelo gerenciamento de possíveis sintomas de abstinência pela falta de ingestão de uma substância química, que costumam ocorrer.

De um modo geral, como dito, não são alguns dias ou poucas semanas de desintoxicação que permitem que o paciente esteja totalmente livre.

Apesar de alguns casos os dependentes precisarem de apenas alguns dias para limpar-se, há também casos, em sua maioria, em que o processo leva vários meses.

O álcool é um exemplo disso, principalmente por ser uma substância química muito usada aqui no país, pois o álcool é limpo do corpo dentro de apenas alguns dias.

Entretanto, a desintoxicação para que o alcoólatra possa deixar de sentir o desejo de consumir essa substância pode demorar um tempo muito maio do que isso.

É por isso que o tempo para que se possa desintoxicar um dependente químico varia de acordo com diversos fatores, tais como:

 

  • Qual tipo de substância foi utilizado
  • Qual a frequência do uso da substância pelo usuário
  • Se houve o consumo de mais de um tipo de substância
  • Quanto daquela substância foi consumida
  • Qual é a idade e o sexo (gênero) do usuário
  • Qual é o histórico médico do dependente químico (possui alguma outra doença associada?)

 

Tudo isso conta bastante para que se possa entender quanto tempo irá levar para que seja possível desintoxicar um dependente químico daquela determinada substância em que ele possui a dependência.

 

A desintoxicação como 1ª fase do tratamento da dependência

Seja qual for a clínica em que você resolver buscar tratamento para o dependente químico, o fato é que a desintoxicação é sempre a primeira fase de qualquer programa para tratar a dependência.

Nesse contexto, a desintoxicação tem uma duração variável de 1 a 30 dias, o que irá depender muito de diferentes fatores, entre eles a tolerância do paciente ao tratamento a que está sendo exposto e os efeitos desejados ou esperados.

A questão do tempo de dependência e do tipo de substância utilizada também tem muita influência a respeito de quanto tempo irá durar a 1ª fase do tratamento da dependência.

Há também a forma pela qual a desintoxicação é realizada, que pode ser mais aguda ou mais suave, dependendo muito da equipe que irá escolher a melhor opção.

A desintoxicação expressa é aquela que não dura mais do que 10 dias, tendo efeitos mais fortes já que ela é realizada de uma só vez em um curto espaço de tempo.

Por outro lado, a desintoxicação suave é aquela que vai sendo realizada aos poucos durante algum tempo, em geral durando até um mês, com efeitos menos fortes ao dependente químico.

O fato é que todo programa de desintoxicação é feito para auxiliar o dependente químico durante a retirada da substância do seu organismo, ajudando-o a superar os efeitos da abstinência.

A desintoxicação, como dito, é a primeira fase para que o dependente químico possa reabilitar-se contra o vício que possui e apenas ela não pode ser considerada como uma forma de terapia completa.

 

O tempo de desintoxicação de cada substância

Agora que você viu o conceito geral a respeito do tempo de desintoxicação de um dependente químico, é hora de ver qual é o tempo necessário para se desintoxicar de diversas substâncias diferentes.

Como já foi explicado, um dependente químico pode passar pelo processo de desintoxicação com sucesso de uma semana a dez dias, por mais que os desejos de utilizar a substância continuem por um longo tempo.

O fato é que a maior parte dos sintomas provenientes da retirada das substâncias, como é o caso dos vômitos, das náuseas e dos desarranjos intestinais (diarreia) não são fatais.

Mas é preciso ficar atento porque esses sintomas da abstinência podem desencadear outros quadros, tais como a desidratação de forma muito rápida, o que traz riscos ao dependente químico.

Por conta disso, o processo de desintoxicar um dependente químico deve sempre ser supervisionado por uma equipe de profissionais qualificados para garantir o bem estar do paciente.

 

Desintoxicação do álcool

O álcool é uma das substâncias mais utilizadas em todo o país, e no mundo em geral, sendo responsável por milhões de casos de dependência química.

A desintoxicação do álcool, de uma forma geral, é marcada por sintomas como os tremores, os distúrbios do sono, principalmente, a insônia, e crises de ansiedade.

Os sintomas mais fortes, como as alucinações e até mesmo convulsões, atingem seu pico dentro de até 3 dias após o início da desintoxicação.

Após esse período, os sintomas físicos tendem a ter uma grande diminuição, apesar de o desejo de consumir o álcool ainda demorar mais para sumir e necessitar de terapia.

 

Desintoxicação dos estimulantes

Os estimulantes, como é o caso da cocaína, a mais conhecida, e a metanfetamina, também são causadores de muitos casos de dependência química em todo o mundo.

Quando começa o período da desintoxicação, o dependente químico pode sentir muitas dores pelo corpo e um cansaço excessivo, além das mudanças de humor constantes.

Além disso, esse tipo de substância química causa sérios danos ao cérebro, o que pode desencadear sintomas de depressão e até mesmo surtos psicóticos durante o período de abstinência.

Apesar de os sintomas mais difíceis do ponto de vista físico serem deixados para trás dentro de algumas semanas, os efeitos emocionais ou psicológicos, incluindo o desejo pela substância, podem demorar meses para passar.

 

 

Desintoxicação dos benzodiazepínicos

Os benzodiazepínicos são medicamentos utilizados para o tratamento das mais diversas condições, como ataques de pânico, crises de ansiedade, convulsões ou mesmo a insônia.

O uso crônico pode levar ao desenvolvimento da dependência química e durante o período de desintoxicação, sintomas comuns são os físicos, como dores no corpo e na cabeça, e náuseas, e também da mente, como a irritabilidade.

É comum também o surgimento da chamada insônia rebote, que acontece em casos de abstinência da substância em questão.

A retirada da substância para desintoxicação com efeitos mais fortes pode durar até 14 dias, tendo a perda de peso e da concentração como principais sintomas.

 

Desintoxicação da maconha

Por último, ao falar sobre desintoxicar um dependente químico, pode ser citada a dependência da maconha e a sua desintoxicação.

Para que o dependente não sinta muito os sintomas de abstinência no início, uma alimentação balanceada e a prática de exercícios físicos é bastante indicada.

É possível que o paciente venha a sentir, durante o período de desintoxicação, sintomas como dor de cabeça, redução do apetite, insônia e também perda de peso.

Apesar de os sintomas físicos passarem após algum tempo, de forma rápida, o desejo pelo consumo da substância ainda pode demorar meses para passar.

 

Conclusão

Como você viu, para que um dependente químico possa ter sucesso na sua recuperação, o primeiro passo é a desintoxicação da substância química que ele utiliza.

Essa desintoxicação irá depender de fatores como tempo de uso da substância, padrão de consumo, tipo de substância, entre outros.

Neste texto, mostramos a você como se dá o processo de desintoxicar um dependente químico e quanto tempo pode levar, com os sintomas físicos sendo superados antes do que os desejos pelo consumo da substância.

Para você que deseja conseguir a desintoxicação de um dependente químico, o Grupo Encontre Clínicas pode lhe auxiliar.

Gostou do artigo de hoje sobre qual o tempo que leva para desintoxicar um dependente químico?

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.

 

VEJA NOSSO GUIA COM AS MELHORES CLINICAS DE RECUPERAÇÃO DO BRASIL

 

Fale com nossos especialistas! Atendimento 24 horas.

Descubra como nossos consultores podem ajudar você ou seu ente querido a selecionar um tratamento em uma clínica de recuperação  adequada. A avaliação por telefone exigirá apenas 5 a 10 minutos do seu tempo. Isso ajudará você a saber sua posição em termos de opções de reabilitação em sua área local. 

Fale com nossos especialista! Atendimento 24 horas.

Entre em contato para marcar uma pequena triagem de aproximadamente 5 a 10 minutos com a nossa equipe. Nós do Grupo Encontre Clinicas, trabalhamos com muito amor, dedicação e interesse real em ajudar nossos pacientes a serem tratados, para que após o tratamento,  eles possam ser uma pessoa restaurada e cheia de vontade de realizar seus sonhos e viver novamente.

img

Paulo Esidio Junior

Sou o Paulo Esidio diretor do Grupo Encontre Clínicas, e terapeuta especialista em dependência química a mais de 15 anos fazendo aconselhamento e encaminhamento para centros terapêuticos em todo o Brasil

    Posts relacionados

    Como funciona um centro de reabilitação?

    Uma dúvida que surge tanto para quem sofre com a dependência química, como também para quem tem...

    Continue lendo
    por Paulo Esidio Junior

    Clínica de recuperação é confiável: como saber ?

    Uma dúvida muito comum de quem possui na família um dependente químico é sobre como é...

    Continue lendo
    por Paulo Esidio Junior

    Como funciona o tratamento para viciado em drogas?

    Uma das maiores dúvidas de quem possui um dependente químico em casa é sobre como funciona o...

    Continue lendo
    por Paulo Esidio Junior

    Participe da discussão