Resgate 24 horas em todo território nacional. +55 44 99155-7195

7 Principais doenças causadas pelo uso de drogas

Há várias doenças causadas pelo uso de drogas que prejudicam gravemente a saúde. Você sabe quem são elas? Confira as principais!

Já parou para pensar quais as principais doenças causadas pelo uso de drogas? Sim, além dos sintomas aparentes, as substâncias químicas, em muitos casos, podem trazer um estrago ainda maior.

E, saiba que essas doenças podem vir a acometer pessoas que fazem o uso tanto das drogas ilegais, quanto as legais, como o álcool.

Além disso, mesmo que muitas pessoas saibam dessas doenças, o abuso e a dependência de substâncias atingiram proporções epidêmicas aqui no país.

Muitos afirmam não ter o conhecimento desses problemas, ou não ligam, devido geralmente começar a aparecer no médio/longo prazo do consumo.

Por fim, para você entender melhor, nós do Grupo Encontre Clínicas de Reabilitação preparamos esse conteúdo, onde vamos te mostrar as 7 principais doenças causadas pelo uso de drogas.

7 principais doenças causadas pelo uso de drogas

O abuso de drogas ou álcool pode causar alterações na química do cérebro.

Além disso, a substância é frequentemente processada através de muitos sistemas corporais diferentes, potencialmente causando danos mais amplos. Essas alterações podem levar a danos duradouros.

Se você está preocupado com a sua saúde ou com a saúde de um ente querido devido ao abuso de substâncias, o primeiro passo é conhecer essas doenças, e caso esteja nesse estado, buscar uma clínica de reabilitação adequada.

Por fim, para entender melhor, abaixo você encontrará algumas doenças causadas pelo uso de drogas:

Infecções e danos ao sistema imunológico

As drogas que são injetadas por via intravenosa apresentam um risco muito alto de infecção, especialmente por HIV, hepatite B e C, ou infecções bacterianas por compartilhar agulhas sujas.

Além disso, outros medicamentos também aumentam o risco de certas infecções, como infecções respiratórias superiores por inalar ou fumar drogas.

A euforia associada a muitas substâncias intoxicantes, especialmente álcool, cocaína e narcóticos, pode diminuir as inibições, o que aumenta a chance de correr riscos sexuais e contrair uma DST.

Por conseguinte, saiba que algumas drogas, como a cocaína, afetam diretamente a capacidade do sistema imunológico, o que reduz a resposta imune à infecção.

Especialistas estimam que cerca de metade de todos os pacientes adultos com pneumonia abusou de álcool no passado.

Portanto, aqueles com problemas de abuso de álcool e pneumonia pneumocócica apresentam complicações mais graves e uma taxa de mortalidade mais alta do que os pacientes com pneumonia que não abusaram do álcool.

Problemas cardiovasculares

Os estimulantes podem aumentar a frequência cardíaca do usuário, enquanto os depressores do SNC (Sistema Nervoso Central) podem retardá-la.

Desse modo, a pressão arterial alta ou baixa consistente pode estar associada a um risco aumentado de coágulos sanguíneos, lesão isquêmica e outros problemas circulatórios, como dissecção da aorta ou da artéria coronária.

Atualmente, muitas substâncias intoxicantes podem causar batimentos cardíacos irregulares.

Assim, estimulantes, como cocaína ou metanfetaminas, podem levar a mortes por overdose por parada cardíaca.

Assim, aqueles que abusam do álcool e drogas correm maiores riscos dessas doenças causadas pelo uso de drogas:

  • Pneumonia;
  • Tuberculose;
  • Infecção pelo vírus sincicial respiratório;
  • Síndrome da insuficiência respiratória aguda.

Tomar medicamentos por via intravenosa também pode ter efeitos cardiovasculares negativos, como inflamação vascular local e disseminada, infecções nas válvulas cardíacas e, de outra forma, um potencial para aumento da exposição a vários processos infecciosos transmitidos pelo sangue.

Problemas gastrointestinais

Drogas que são ingeridas por via oral, como álcool ou medicamentos prescritos, como opioides ou medicamentos para TDAH, podem causar danos ao sistema digestivo.

Até porque, os opioides podem levar à constipação crônica e outras substâncias juntas a ele, podem causar dor de estômago, indigestão, náusea ou vômito.

A indigestão crônica (como a associada ao consumo crônico de álcool) é chamada de doença do refluxo gastrointestinal (DRGE), que pode danificar o esôfago e tornar a ingestão de certos alimentos dolorosa.

Então, vômitos frequentes relacionados a substâncias também podem causar danos ao esôfago e levar a problemas de desnutrição.

O abuso de álcool também está associado às seguintes doenças causadas pelo uso de drogas:

  • Esofagite de refluxo;
  • Aumento do risco de câncer;
  • Pancreatite;
  • Lágrimas de Mallory-Weiss (esôfago inferior rompido resultando em sangramento);
  • Má absorção e deficiências nutricionais.

O uso de cocaína e metanfetamina também está associado a alguns problemas gastrointestinais perigosos, como vasoespasmo arterial mesentérico, que pode levar a uma perda de suprimento de sangue entre o coração e o sistema gastrointestinal.

Dessa forma, isso pode levar à colite isquêmica e, em casos graves, à morte do tecido intestinal, conhecida como necrose intestinal.

Problemas respiratórios

Fumar qualquer droga pode danificar os alvéolos nos pulmões e tornar o sistema respiratório superior mais suscetível a infecções.

Alguns depressores do SNC, especialmente os opioides, podem retardar a respiração ou tornar a respiração superficial ou irregular.

Ou seja, se uma pessoa tiver overdose de opioides ou outros depressores do SNC, a hipóxia pode levar à morte.

No entanto, se uma pessoa tiver um padrão respiratório reduzido ou deprimido por um longo tempo devido ao vício, seu corpo também pode ficar sem oxigênio, levando a danos a outros sistemas orgânicos.

Por fim, o uso crônico de álcool está associado a um risco aumentado de pneumonia adquirida na comunidade, como as causadas por Streptococcus pneumoniae.

Danos no Fígado

O fígado está envolvido com a metabolização de nutrientes, mas também é um local primário de desintoxicação para muitos tipos de substâncias consumidas que geram doenças causadas pelo uso de drogas.

Sendo assim, diante de níveis constantemente altos das drogas, o fígado fica sobrecarregado em suas funções metabólicas e os tecidos começam a se decompor.

Álcool, inalantes, heroína e esteroides podem danificar rapidamente o fígado, causando cirrose ou hepatite.

O álcool, especialmente, pode levar a um espectro de doença hepática que varia desde a relativamente leve (esteato-hepatite alcoólica, conhecida como fígado gorduroso) até uma inflamação mais grave (hepatite alcoólica) até fibrose progressiva e cicatrização do parênquima hepático (cirrose).

Além disso, se você não sabe, a cirrose é em si um fator de risco para o desenvolvimento de câncer de fígado.

Danos aos rins

Os rins também filtram as toxinas da corrente sanguínea, de modo que são afetados por grandes quantidades de qualquer substância perigosa no sangue.

Alguns medicamentos estão associados a uma condição conhecida como rabdomiólise, que é a quebra do tecido muscular que inunda a corrente sanguínea com níveis tóxicos do conteúdo das células musculares, incluindo uma grande proteína conhecida como mioglobina.

Assim, como resultado ao uso excessivo de álcool e drogas, os rins podem ficar sobrecarregados e incapazes de filtrar as toxinas com eficiência.

Isso pode resultar em dano renal progressivo, levando à insuficiência renal que requer diálise.

Drogas como heroína ou outros opioides que resultam em depressão respiratória e uma redução associada na quantidade de oxigênio que o corpo absorve também podem causar danos nos rins.

Além disso, aditivos e impurezas em algumas drogas ilícitas também podem obstruir os pequenos vasos que fornecem sangue aos rins após serem injetados, resultando em danos a esses órgãos vitais.

Problemas neurológicos

Quando uma pessoa luta contra o abuso de substâncias por um longo tempo, o cérebro se adapta. Ao fazê-lo, certas mudanças na química cerebral acompanham o desenvolvimento da dependência física da substância em questão, como as doenças causadas pelo uso de drogas.

Além da dependência física, o uso consistente de uma substância viciante pode levar ao vício, um distúrbio cerebral.

À medida que o vício se desenvolve, as regiões do cérebro envolvidas com várias funções-chave, como recompensa/prazer, tomada de decisão e controle de impulsos, podem sofrer alterações.

Álcool, benzodiazepínicos e outros sedativos-hipnóticos são depressores do sistema nervoso central, o que significa que reduzem a sinalização cerebral excitatória, levando a uma maior sensação de calma ou relaxamento.

Assim, em doses suficientemente altas, esses medicamentos também estão associados a problemas de movimento, comprometimento cognitivo significativo e perda de memória.

Estimulantes como cocaína, metanfetamina, ecstasy e algumas outras drogas sintéticas aumentam o disparo dos neurônios, levando a uma maior atenção, altos emocionais e energia física.

No entanto, uma vez que essas drogas começam a deixar o corpo, efeitos colaterais negativos podem se desenvolver, pois o cérebro pode ser mais lento para restaurar o equilíbrio de neurotransmissores como serotonina, dopamina e norepinefrina.

Para evitar doenças causadas pelo uso de drogas: procure uma clínica de recuperação urgente

Para interromper os efeitos nocivos das substâncias químicas, é importante desintoxicar o dependente, removendo os componentes presentes em seu corpo.

E, para realizar isso, o ideal e mais recomendado pelos médicos e especialistas é procurar uma clínica de recuperação adequada .

Dessa forma, será com ela que se vai conseguir ter acesso aos profissionais adequados, como médicos e terapeutas, que direcionarão o tratamento adequado com base no vício e problema sofrido pelo usuário.

No entanto, para garantir um tratamento adequado, nós do Grupo Encontre Clínicas de Reabilitação, vamos te ajudar a encontrar os melhores profissionais presentes.

Contamos com as melhores clinicas de reabilitação espalhadas por todo o país, onde juntos acharemos a melhor opção mais perto de você.

Se você tem a oportunidade, não deixe de proporcionar um tratamento de qualidade, e muita confiança para aquela pessoa que você ama e tem carinho!

Além disso, não deixe que as doenças causadas pelo uso de drogas venham a se intensificar, e causar maiores problemas ao dependente.

Entre em contato conosco ainda hoje e faça uma avaliação sem compromisso! Estamos 24 horas prontos para lhe atender.

{ “@context”: “https://schema.org/”, “@graph”: [ { “@type”: [ “Person”, “Organization” ], “@id”: “https://encontreclinicas.com.br/blog/#/schema/person/60ffd84e0e2ba29cd13bb31f3a456839”, “name”: “Encontre Clínicas”, “image”: { “@type”: “ImageObject”, “@id”: “https://encontreclinicas.com.br/blog/#personlogo”, “inLanguage”: “pt-BR”, “url”: “https://encontreclinicas.com.br/wp-content/uploads/2021/06/logo_encontre_clinicas_mobilie.jpg”, “contentUrl”: “https://encontreclinicas.com.br/wp-content/uploads/2021/06/logo_encontre_clinicas_mobilie.jpg”, “width”: 320, “height”: 100, “caption”: “Encontre Clínicas” }, “logo”: { “@id”: “https://encontreclinicas.com.br/blog/#personlogo” }, “description”: “Encontre as Melhores Clínicas de recuperação para Dependentes Químicos em todo Brasil.”, “sameAs”: [ “https://www.facebook.com/grupoencontreclinicas”, “https://twitter.com/encontreclinica” ], “url”: “https://encontreclinicas.com.br/author/joserivajunior2106/” } ] }
5/5 - (6 votes)

Compare listings

Comparar