Resgate 24 horas em todo território nacional. +55 44 99155-7195

Como ajudar um alcoólatra que recaiu?

Entenda como ajudar um alcoólatra que recaiu ou esteja precisando de ajudar, encontre tratamento especializado para alcoólatra. atendimento 24 horas

Você sabia que tem como ajudar um alcoólatra que recaiu? Mesmo que muitos entendam como um “caso perdido”, saiba que é possível ajudar a essa pessoa.

Recaída pode ser uma palavra assustadora. Se você não experimentou uma recaída, você pode imaginar como de repente perder o controle e acordar cercado por garrafas vazias.

Infelizmente, praticamente toda pessoa que é dependente de drogas ou álcool, acaba tendo chances de ter recaídas, causadas principalmente pela abstinência. fique por dentro sobre sinais do alcoolismo que você não conhecia

No entanto, o que poucas pessoas sabem é que a recaída é um processo complicado que começa muito antes de um alcoólatra em recuperação pegar uma bebida.

E, devido ser um processo, você entender isso, se torna totalmente possível, ajudar um alcoólatra que recaiu, às vezes, evitando até que essa “queda” seja mais intensa.

Por fim, veja tudo a seguir sobre como ajudar um alcoólatra que recaiu, e proporcionar 

O que é uma recaída?

Recaída é quando um alcoólatra retorna ao álcool após um período de sobriedade.

Você pode se surpreender ao saber que até 90% dos alcoólatras têm uma recaída pelo menos uma vez antes de assumir o controle total de seu vício, então não é nada para você ou eles se envergonharem.

É essencial saber como ajudar um alcoólatra que recaiu para que ele saiba que ele não é pior do que os outros por estar nessa situação.

Entendendo o alcoolismo

Antes de saber como ajudar um alcoólatra que recaiu, você precisa entender sua relação com o álcool.

Assim como você pode manter uma bugiganga para fazer se sentir seguro quando está nervoso, pessoas dependentes do álcool, usam a bebida como um refúgio.

Dessa forma, por isso se torna comum que uma pessoa tenha recaída após algum determinado problema, como familiar, trabalho, relacionamento e outros.

Sendo assim, alcoólatras também têm uma relação emocional e mental com o álcool, o que significa que há três tipos de vício que eles têm que controlar.

Isso torna três vezes mais difícil de superar.

Se você imaginar terminar um relacionamento de longo prazo ou de repente se encontrar perdido em um país diferente sem um mapa, você começará a entender a mentalidade da pessoa que você quer ajudar.

Cada um de seus sentidos está se adaptando a novas situações sem álcool, que eles têm confiado por tanto tempo.

Portanto, sim, é um processo assustador, mas que você precisa entender como ajudar um alcoólatra que recaiu.

Superando a tentação

Você já teve aquela sensação de que você sente o cheiro de algo e de repente te leva de volta à sua infância? Isso é porque nossa mente tem uma reação de gatilho. Esta é a janela pela qual o vício pode chutar é caminho de volta.

A recaída não começa com a bebida, começa com a mudança de mentalidade do alcoólatra.

Isso pode ser desencadeado por cheirar ou manusear álcool, trazendo lembranças e tentação.

Mesmo depois da reabilitação, a tentação de beber está sempre lá. A melhor coisa que você pode fazer para ajudar é remover itens relacionados ao álcool de seu ambiente e criar uma atmosfera que seja divertida e interessante sem uma bebida, para que eles não sejam tentados por ele.

Sinais de alerta

Há certos sinais de alerta que um alcoólatra em recuperação mostra quando seus pensamentos em relação ao álcool começam a mudar.

Dessa forma, esses comportamentos são comuns e difíceis de controlar, por isso podem ocorrer a qualquer momento do processo de recuperação.

Estes incluem:

  • Retirar-se das interações sociais;
  • Ter problemas para tomar decisões;
  • Fazer escolhas irracionais;
  • Sabotar sua progressão de recuperação inventando desculpas;
  • Experimentar sintomas de abstinência novamente, como ansiedade;
  • Voltar à negação sobre seus pensamentos em relação ao álcool;
  • Experimentar mudanças de humor ou exagerando em situações;
  • Decidir o processo de recuperação não é para eles, mas não saber por que.

Ao falar regularmente com alguém que passa pelo processo de recuperação, você deve ser capaz de notar juntos quando esses comportamentos começam a entrar em ação e trabalhar através deles mais cedo.

Mas, se você notar alguém exibindo esses comportamentos e eles se afastarem do que está acontecendo, eles podem estar passando pela fase emocional da recaída.

Como ajudar um alcoólatra que recaiu

Se você está lendo isso porque você está com alguém que teve uma recaída, então não entre em pânico.

A recaída é frequentemente causada pelo estresse, por isso a coisa mais importante a fazer é criar uma atmosfera calma para eles. Respire fundo, volte para a pessoa com quem está preocupado, e ofereça-lhes sua atenção.

Se a pessoa está respondendo bem, então encoraje-a a derramar o álcool fora. Mas, não seja agressivo ou faça com que se sintam culpados, pois isso simplesmente aumentará o estresse deles.

Apoie-os até que eles se sintam confortáveis o suficiente para assumir a responsabilidade e procurar ajuda.

No entanto, se eles estiverem em um estado incontrolável, o ideal é procurar ajuda profissional, principalmente para que essa recaída seja tratada.

Atualmente, a melhor alternativa profissional para uma recaída, são as clínicas de recuperação, sendo locais especializados, com profissionais apropriados, que juntos saberão como tratar aquela recaída.

Tudo para que você consiga ter um tratamento de qualidade e realmente eficaz, voltando para o convívio social, livre do vício.

Está precisando de ajuda? Entre agora em contato pelos telefones:

(44) 31382122

(11) 96262-2008

Possuímos um time especializado, 24 horas por dia prontos para te atender, acompanhado de clínicas por todo o Brasil e oferecendo possibilidade de resgate imediato.

5/5 - (6 votes)

Compare listings

Comparar
Pesquisa