Resgate 24 horas em todo território nacional. +55 44 99155-7195

Como convencer um alcoólatra a se internar?

Você tem um familiar ou amigo com um problema com álcool que você não sabe ajudar? Entenda como convencer um alcoólatra a se internar.

Você tem um familiar adulto ou amigo com um problema com drogas ou álcool? Se sim, é muito provável que em algum momento você tenha se perguntado: como convencer um alcoólatra a se internar.

Até porque, mesmo que seja a melhor forma daquela pessoa se livrar do vício e ter de volta sua qualidade de vida, infelizmente, querem optar por esse tipo de ajuda.

Isso porque, ainda sim existe um preconceito por parte de algumas pessoas em relação a tratamentos de reabilitação, muitos possuindo receio de buscarem esses lugares.

Além disso, o vício pode atingir diretamente o corpo e mente do indivíduo, onde ele por si só, pode não conseguir buscar o tratamento, porque o seu corpo se tornou dependente do álcool, e mesmo com muitas forças, ele não consegue se livrar por conta própria disso ou buscar ajuda.

Dessa forma, entender como convencer um alcoólatra a se internar se torna extremamente importante, podendo facilmente mudar a vida daquele indivíduo.

Portanto, é por esse motivo que a seguir falaremos os principais detalhes sobre o vicio do álcool, e como convencer um alcoólatra a se internar.

Os benefícios de agir cedo

Filmes, livros e revistas frequentemente retratam pessoas que “chegam ao fundo” antes de serem ajudadas. No entanto, essa representação é um mito.

As pessoas não precisam se perder para serem ajudadas. Pesquisas mostram que a identificação precoce do problema é uma solução muito mais eficaz para problemas de uso de álcool.

A identificação precoce ocorre nos primeiros sinais de um problema, antes que alguém tenha sofrido um evento traumático, abandone a escola ou perca relacionamentos importantes, empregos, saúde ou autorrespeito.

Ou seja, você precisa identificar o mais breve possível, antes que maiores consequências venham a ocorrer.

Inclusive, o tratamento nos estágios iniciais de um transtorno do uso de substâncias é provável que seja menos intenso, menos disruptivo e cause menos ansiedade.

Dessa forma, esperar que as pessoas peçam ajuda é uma estratégia arriscada. Sem ajuda, os familiares podem esperar crises como prisões, emergências médicas, perda de emprego, constrangimento público e até mesmo morte.

Além disso, à medida que os problemas não tratados continuam, os membros da família desenvolvem seus próprios problemas. Parceiros de pessoas que têm problemas de uso de substâncias podem sofrer muito.

Os sintomas comuns incluem dores de cabeça, dores nas costas, problemas digestivos, depressão, ansiedade e ataques de pânico.

Filhos de pais com transtornos do uso de substâncias podem ter problemas de comportamento escolar, baixo desempenho acadêmico e são mais propensos a lutar contra o vício.

Enquanto os familiares negarem que há um problema, o problema progredirá junto com o sofrimento. Não há um caminho que não envolva como convencer um alcoólatra a se internar.

Como levantar o assunto?

Muitas vezes as pessoas se preocupam que iniciar uma discussão com a pessoa com o problema o levará a tomar medidas drásticas.

Dessa forma, eles podem fazer uma cena na frente de outros membros da família, sair de casa, abandonar a escola, usar mais excessivamente, tentar esconder seu problema, ou retaliar contra eles ou outros membros da família.

No entanto, você pode achar a conversa uma experiência maravilhosamente produtiva.

Talvez a pessoa simplesmente não tenha notado mudanças comportamentais ou não perceba que seu uso de substâncias foi ou está causando um problema.

Além disso, sem mudanças, os problemas podem se tornar tão graves que os mesmos resultados drásticos poderiam resultar.

Dicas para iniciar uma conversa para convencer um alcoólatra a se internar

Não fale sobre o assunto quando a pessoa está sob a influência de álcool ou drogas.

Dessa forma, saiba que quando as pessoas estão embriagadas, elas são menos capazes de entender a lógica e são mais propensas a serem impacientes, desrespeitosas, irritadas e culpadas.

Estabeleça um tempo para conversar quando vocês dois puderem ter mais de alguns minutos sozinhos.

Nunca esqueça que seu objetivo é dialogar, uma conversa bidirecional na qual você pode se declarar suas preocupações e entender a percepção da pessoa sobre a situação.

Pergunte se você pode definir um tempo para falar nos próximos dias para discutir algo em sua mente. Se a pessoa responder dizendo: “Agora está tudo bem”, diga que prefere reservar tempo e não ser interrompida.

Quando você se encontrar, diga ao seu familiar ou amigo que você se importa com ele ou ela. Enfatize que você queria ter essa conversa porque você está preocupado com o bem-estar deles.

Além disso, liste os comportamentos que você observou, diga que está preocupado com o efeito que a bebida ou o uso de drogas está tendo e expresse preocupação com o uso contínuo.

Se a pessoa afirma que definitivamente não há um problema, peça para falar novamente em algum momento no futuro.

Dessa forma, seu objetivo não é convencer a pessoa de que há um problema, mas deixá-la saber que você acredita que existe uma e que sua crença é baseada em comportamentos observáveis.

Mesmo que a desintoxicação não seja necessária, buscar por uma clínica de recuperação se torna essencial.

Até porque, será em uma clínica de reabilitação que um profissional especializado avaliar a atual situação do paciente, e indicar o tratamento correto com base na atual situação.

Como você pode ajudar um ente querido que tem problema com álcool?

Mencione a palavra “tratamento” em relação ao uso de substâncias e muitas pessoas pensam em casas de recuperação de longo prazo ou desintoxicação.

Na verdade, o tratamento inclui ambas as opções, e uma variedade de outras. É importante saber isso para saber falar sobre como convencer um alcoólatra a se internar.

O tratamento aborda as condições físicas, psicológicas, emocionais e sociais do indivíduo.

A redução sustentada do uso de álcool ou outras drogas e os aumentos sustentados na saúde pessoal e na função social são os principais objetivos.

O tipo de tratamento é baseado na gravidade do problema. Para pessoas de risco com um vício ativo, o tratamento pode ser tão simples quanto uma triagem e uma breve intervenção.

Para pessoas que apresentam sinais de dependência ou vício, uma triagem provavelmente levará a um encaminhamento para um nível mais intenso de cuidado.

Portanto, em resumo, se você deseja ajudar um ente querido, uma das melhores opções é procurar ajuda especializada, como uma clínica de recuperação.

Por fim, lá será realizada toda a analise necessária, afim de que seja dado o tratamento ideal e funcional para aquele paciente.

O processo do tratamento

Todo o tratamento começa com uma triagem, que é uma série de perguntas sobre a quantidade e frequência do uso de álcool ou outras drogas e as consequências que pode estar causando.

A triagem pode ser feita por muitos tipos de profissionais, incluindo um médico em um hospital ou um consultório, uma enfermeira, uma assistente social clínica ou um conselheiro licenciado de abuso de substâncias.

Após uma triagem, algumas pessoas podem precisar de uma breve intervenção, geralmente feita por um profissional de saúde.

Durante uma breve intervenção, as pessoas recebem feedback sobre o uso de substâncias com base nos resultados da triagem.

Para ajudar alguém que você conhece que você acha que pode ter um problema de uso de substâncias, primeiro precisa examiná-lo.

Sua melhor aposta é conversar com seu próprio médico ou profissional de assistência a funcionários sobre encaminhá-lo a alguém que possa ajudar, como um conselheiro licenciado de abuso de substâncias ou terapeuta familiar que vai saber como convencer um alcoólatra a se internar.

Onde encontrar uma clínica de recuperação eficaz para se internar?

Acima falamos que a melhor opção para praticamente todos os casos de dependência do álcool ou de drogas, é buscar um tratamento.

No entanto, principalmente para quem nunca teve contato com esses locais, uma dúvida comum pode surgir: onde encontrar clínicas de recuperação para se internar?

Saiba que a resposta para tudo isso é muito simples!

Até porque, com o surgimento do Grupo Encontre Clínicas de Reabilitação, todo esse processo ficou muito simples.

Dessa forma, temos as melhores clínicas de recuperação do Brasil, onde não será difícil você encontrar aquela mais adequada ao tratamento da dependência do álcool mais próxima.

Portanto, entre em contato agora com um de nossos consultores pelos telefones:

(44) 31382122

(11) 96262-2008

Compare listings

Comparar